Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Verdão falha, mas evita derrota em primeiro teste sem Barcos

Mogi Mirim (SP)

O primeiro teste do Palmeiras após a saída de Barcos não foi um grande jogo. Na noite do domingo de Carnaval, a equipe teve dificuldades ofensivas e tomou dois gols em falhas individuais, mas conseguiu evitar a derrota para o Mogi Mirim, no interior, e buscou o empate por 2 a 2.

Márcio Araújo e Souza fizeram os gols do Verdão, que começa agora uma semana muito importante. O time comandado por Gilson Kleina estreia na Copa Libertadores na quinta-feira, contra o Sporting Cristal, no Pacaembu. Domingo é dia de Derby, o clássico com o arquirrival Corinthians.

Em Mogi, para chegar aos 12 pontos e ficar na quarta colocação do Campeonato Paulista, o Alviverde superou erros cometidos por Fernando Prass e Wendel. Ao menos, evitou-se a derrota diante de um adversário que atuava em casa e faz campanha razoável, agora em oitavo lugar, com 11 pontos.

O Palmeiras começou a partida em cima do Mogi Mirim. O posicionamento adiantado não demorou a render uma oportunidade, e Maikon Leite esteve perto de marcar ao aproveitar vacilo de Lucas Fonseca. Daniel fechou o ângulo e fez a defesa com o pé esquerdo.

Aos 11 minutos, Márcio Araújo voltou a mostrar o faro dos últimos jogos. Depois de tabelar pelo meio e proteger a bola da marcação, o volante acertou um belo chute da meia direita e acertou o ângulo direito para abrir o placar no interior.

Após o gol, o Verdão recuou. Até o final do primeiro tempo, viveu de bolas longas para Maikon Leite e só teve uma chance em cobrança de escanteio do próprio atacante. Henrique faria o gol na risca da pequena área, mas Mauricio Ramos lhe tirou a bola.

Dois minutos depois, aos 31, Roni dominou na meia esquerda e girou de maneira inteligente para se livrar de Patrick Vieira antes de bater forte. Fernando Prass chegou bem à bola no canto direito alto, mas se atrapalhou na hora de espalmá-la e não a tirou da trajetória do gol.

O jogo ficou equilibrado, cheio de disputas no meio-campo, e permaneceu assim após o intervalo, quando um jogador de cada lado teve de ser substituído após uma trombada: Lucas Fonseca e Maikon Leite. Aos 16 minutos da etapa final, o Mogi fez uma substituição buscando qualidade, com Wagninho no lugar de Val, e o Palmeiras reforçou o meio-campo com Souza na vaga de Caio.

E mais uma falha individual do Verdão ofereceu a virada. Aos 24, Souza bateu mal uma falta, e a zaga vermelha afastou. A bola foi ao pé de Wendel, que furou no domínio e viu Henrique avançar até a área e ser bloqueado por ótima saída de Prass. No rebote, Roni marcou.

Aí Kleina desfez a alteração defensiva, trocando Ronny por João Denoni. Souza avançou, falhou no primeiro passe e mostrou qualidade na sequência, cortando a marcação e batendo no cantinho para definir o empate, aos 32. As equipes até buscaram a vitória em alguns lances no final, sem sucesso.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade