Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Alvo de moedas, Ganso reclama e lamenta crítica unânime de santistas

Luiz Ricardo Fini Santos (SP)

O meia Paulo Henrique Ganso admitiu que esperava protestos de parte da torcida do Santos neste domingo, mas se surpreendeu ao ser vaiado o jogo inteiro por todos os fãs do Peixe presentes na Vila Belmiro, neste domingo. Alvo também de moedas atiradas das arquibancadas, o camisa 8 lamentou a postura dos alvinegros.

“Eu estava preparado. Sabia que alguns torcedores talvez fizessem isso, mas não a Vila inteira. Mas é assim, a vida segue”, afirmou o atleta, que se transferiu do Peixe para o Tricolor em setembro do ano passado, por R$ 23,9 milhões.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Paulo Henrique Ganso foi perseguido pelos torcedores e ainda sofreu com a marcação no clássico
Ganso foi hostilizado desde o momento em que entrou em campo e, no intervalo, reclamou das moedas atiradas no gramado. “Será que vão ser punidos? Acho que não, mas podem vaiar”, desabafou.

A atitude dos santistas irritou também Luis Fabiano, que alegou ter sido atingido por uma das moedas ao término do primeiro tempo, mesmo com a polícia tentando proteger os são-paulinos.

“Jogaram uma moeda em mim. É inadmissível que aconteça isso em um País que vai sediar a Copa do Mundo”, reclamou. O ápice dos protestos aconteceu aos 32 minutos do segundo tempo, no momento em que Ganso foi substituído por Aloísio. Enquanto era xingado, o ex-santista levantou os braços, como se estivesse agradecendo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade