Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Após críticas a Neymar, Pelé se vê como “paizão” e questiona time

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Durante a semana, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Pelé teceu inúmeras críticas ao atacante Neymar. Neste domingo, o Rei esteve na Vila Belmiro para acompanhar a vitória do Santos sobre o XV de Piracicaba, por 2 a 1, e falou sobre a polêmica com a Joia. Pelé ressaltou o carinho que tem pelo camisa 11 do Peixe, apontando as observações feitas sobre o comportamento de Neymar como críticas construtivas para o seu crescimento.

“Sou ‘paizão’ dele aqui, desde o começo. Damos uma força grande para o Neymar. Uma vez eu fiz uma brincadeira, dizendo que tecnicamente ele era melhor do que o Messi e isso mexeu com o pessoal. O Neymar é excelente, mas está perdendo um pouco o foco”, afirmou Pelé à Rádio Globo, reforçando as críticas feitas ao craque santista.

“A minha preocupação é com o jogador e com o Santos, também. Quando eu disse (na entrevista publicada durante a semana), na verdade estou ajudando. Quanto mais você orienta o atleta, melhor ele vai ficar”, destacou.

O Rei, que assistiu ao jogo no seu camarote particular na Vila, ao lado da namorada, ainda disparou contra o time comandado pelo técnico Muricy Ramalho. Pelé cobrou um melhor rendimento da equipe, que na visão do eterno camisa 10 alvinegro, está “refém” do talento de Neymar.

“Todo time que tem um grande jogador, não pode ser dependente de apenas um. Mesmo na época de ouro do Santos, não era só o Pelé. Tinham grandes ‘cobras’ comigo, eu não jogava sozinho. É muito difícil você levar uma equipe a vitória, sem ajuda. Hoje você não pode sentir tanta falta assim de um grande jogador. O que ganha campeonato é equipe, você precisa ter conjunto”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade