Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Após revés, Neymar reclama de gramado e jogo no domingo de Carnaval

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

O atacante Neymar deixou a sua marca, fazendo um gol aos 47 minutos do segundo tempo, mas que não foi suficiente para impedir a derrota do Santos para o Paulista, por 3 a 1, na tarde deste domingo, no Pacaembu. Na saída do gramado, a Joia reclamou bastante das condições do campo de jogo, que ficou bastante castigado por conta da forte chuva que caiu em São Paulo.

“O gramado prejudicou o nosso futebol, que é rápido e de bola no chão. No primeiro tempo não teve como jogar. No segundo tentamos a vitória, mas ficamos muito vulneráveis. O time vacilou um pouco”, disse Neymar.

Descontente com o resultado, o primeiro revés santista no Paulistão, o camisa 11 não poupou nem a diretoria do clube praiano e a Federação Paulista de Futebol. Segundo Neymar, marcar um jogo para o domingo de carnaval não é uma boa medida – a cúpula alvinegra alterou a partida, em pedido acatado pela FPF, marcada inicialmente para sábado, na Vila Belmiro, para a capital paulista, visando ter uma maior arrecadação.

“É ruim perder, ainda mais no carnaval. Mas também tem que dar uma ‘cutucada’. Jogo no domingo de carnaval não é pra qualquer um. O pessoal (está) de folga, não é para trabalhar”, comentou.

Por fim, o atacante ainda reclamou do cartão amarelo aplicado pelo árbitro Leandro Bizzio Marinho, nos minutos finais do confronto. Neymar protestou contra a forte marcação do Galo do Japi e acabou sendo advertido pelo juiz. “Ele só vacilou no amarelo para mim. É sempre assim. Na dúvida, é amarelo para mim”, encerrou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Neymar não se destacou contra o Paulista até os minutos finais, quando marcou um gol e acertou a trave em cobrança de falta

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade