Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Barton endossa polêmica e pede para Neymar deixar a “liga da selva”

Londres (Inglaterra)

A polêmica iniciada com uma série de publicações no Twitter ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira. O meia inglês Joey Barton, do Olympique de Marselha, voltou a criticar a atuação apagada de Neymar na derrota por 2 a 1 para a Inglaterra, na última quarta-feira, e respondeu a uma declaração atribuída ao brasileiro. Ao ser informado de que o santista não conhecia o seu futebol, o jogador disse que se apresentará após Neymar deixar a “liga amazônica da selva”.

Barton esbravejou na rede social depois de o jornal Daily Mail publicar que Neymar não tinha conhecimento sobre quem ele era. “Eu não sei quem ele (Barton) é e só quero fazer meu trabalho pela Seleção. Eu não tive uma atuação como esperava e queria ter ajudado mais a equipe”, teria dito o santista, após o término do amistoso em Wembley.

Reprodução
Barton afirmou que Neymar precisa deixar o "santuário na liga amazônica da selva"; a postagem no Twitter já foi apagada pelo próprio jogador inglês (Crédito: Reprodução/Metro.co.uk)
A declaração repercutiu e Barton respondeu a um jornalista sobre o episódio. “Eu vou me apresentar para ele quando ele resolver deixar o seu santuário na liga amazônica da selva”, postou o inglês, que, após ser acusado de xenofobia por outros usuários da rede social, apagou o seu comentário. A repercussão negativa ainda motivou uma série de outras postagens autodefensivas.

“Parece que o Neymar não ficou feliz com o que eu disse para ele. Eu só afirmei que esperava mais de um jogador tão badalado. O futebol é um jogo de opiniões. Se você não gosta delas, o futebol não é um jogo para você. Eu não sei como as pessoas aceitam as críticas de jornalistas e acham os comentários de outros atletas ofensivos. É perverso”, emendou Barton.

Barton também não perdoou a forma como o brasileiro sucumbiu diante dos marcadores ingleses e se mostrou frustrado por não ter visto nenhuma chance clara de gol criada pelo santista. “Neymar estava jogando contra Cahill e Smalling, que, com todo o respeito, não são nem um pouco parecidos com Baresi e Beckenbauer. Ele não conseguiu dar um chute para o gol e eu me recuso a acreditar nessa fama dele”, encerrou o inglês, que, de acordo com a imprensa local, tem um irmão condenado a 17 anos de prisão por assassinato motivado por racismo.

AFP
Neymar não teve sucesso contra os zagueiros Cahill e Smalling da seleção inglesa (Foto: Glyn Kirk/AFP)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade