Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Laor espera que Milan abaixe pedida por Robinho no meio do ano

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Após ver as suas duas últimas tentativas de repatriar Robinho fracassarem, o Santos promete não desistir de concretizar, ainda neste ano, a volta do atacante para a Vila Belmiro. Segundo o presidente do clube praiano, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, o Peixe espera que as condições referentes à negociação com o Milan mudem na metade do ano, para que, desta vez, a transferência possa ser fechada.

“Também quero o Robinho, tanto ou até mais que qualquer torcedor. Mas entre querer e poder, há uma distância. No meio do ano, as condições podem mudar. A gente vai atrás. O Santos continua sonhando com o Robinho “, disse Laor, em entrevista à TV Com, de Santos.

Nas conversações que se iniciaram no final do ano passado e foram até o início deste ano, os rossoneros não queriam abrir mão do Rei das Pedaladas por um valor menor do que 10 milhões de euros (R$ 27 milhões). Os vencimentos mensais de Robinho – salário de R$ 1,1 milhão – também foram um empecilho na negociação.

“Os números descolaram. A gente sabe que ele tem potencial de geração de recursos como ídolo popular e carismático, mas isso tem um limite em termos aritméticos. Havia um clube que detinha os direitos (Milan), e que pretendia, por razões internas, um determinado valor (pelo Robinho), que, somado à pretensão salarial do atleta, não viabilizaram a negociação. O que não significa que tenhamos desistido”, comentou o mandatário, reafirmando o desejo de trazer o atacante de volta para a Baixada Santista.

Vale destacar que, a partir da metade deste ano, Robinho terá contrato por apenas mais uma temporada com os italianos. Com isso, o Alvinegro Praiano acredita ser possível reduzir a pretensão do Milan e chegar a um acordo com o Rei das Pedaladas, que não vem sendo titular da equipe rossonera.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade