Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Por “justiça”, Muricy pede calma a André e vê Miralles à frente

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Autor dos gols da vitória do Santos sobre o XV de Piracicaba, no último domingo, na Vila Belmiro, o atacante André não tem lugar garantido entre os titulares da equipe. A afirmação é do técnico Muricy Ramalho, que destacou o seu senso de justiça, como fator para que o argentino Miralles, em recuperação de um edema na coxa esquerda, esteja na frente do centroavante, atualmente, na disputa pela vaga no time titular.

“Você tem que ter justiça em um time de futebol, caso contrário o técnico não vence. O Miralles foi entrando aos poucos, fazendo gols e ganhou a posição do André. Ele sabe disso também. Quem se escala é o próprio jogador. Não desisto do atleta, mas o André sabia que tinha de esperar, aguardou a chance e foi bem. Porém, se eu tive essa atitude com o André (de dar sequência), preciso ter agora com o Miralles também”, afirmou Muricy.

Ricardo Saibun/Santos FC
O técnico Muricy Ramalho pediu calma para o atacante André, que marcou dois gols sobre o XV de Piracicaba
O treinador, entretanto, ainda não sabe se o atacante argentino estará em condições de atuar diante do Corinthians, no clássico marcado para o próximo domingo, no Morumbi. “Ele vai começar a treinar nesta segunda-feira, não sei como ele vai se comportar. Não sei se ele vai estar bem fisicamente. O Miralles vai fazer um trabalho físico durante a semana e vamos ver até quando ele vai suportar. Edema sempre preocupa. É difícil opinar sobre lesão muscular”, explicou.

Se o retorno de Miralles for adiado, André está de sobreaviso e poderá ser mantido contra o Timão. Muricy Ramalho gostou da exibição do camisa 9 diante do Nhô Quim. “Quem volta tem um pouco mais de dificuldade, mas tem que jogar bem e fazer gol. Ele teve cinco oportunidades de cara e fez duas. Está bom. Ele sabia que tinha de melhorar a parte física (perdeu 6 kg), fez isso e melhorou. Só que não devemos nos iludir com as coisas. Atacante vive de gols. Ele sabe disso e, no momento em que começar a fazer mais, deverá permanecer na equipe”, finalizou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade