Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Súmula relata moedas atiradas contra Ganso durante o clássico

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

A equipe de arbitragem do clássico entre Santos e São Paulo, disputado neste domingo, na Vila Belmiro, relatou na súmula que moedas foram arremessadas por torcedores do clube praiano em direção ao meia tricolor, Paulo Henrique Ganso, durante o jogo que terminou com o placar de 3 a 1 para os donos da casa.

Com base no relato apresentado pela arbitragem do confronto, o Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) pode apresentar uma denúncia contra o time santista. A diretoria são-paulina também prometeu recorrer junto à Federação Paulista de Futebol (FPF) por conta do incidente.

Os alvinegros podem ser indiciados no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que estabelece multa de até R$ 500 mil ao clube que “deixar de tomar providências capazes de prevenir ou reprimir desordens em sua praça de desportos”. Fora isso, o Santos ainda pode perder mando de um a três jogos em razão deste episódio.

Na súmula, Marcelo Rogério, um dos árbitros adicionais do clássico, relatou: “Informo, que nos primeiros minutos de partida quando da disputa de bola, ocasionando uma cobrança de escanteio a favor da equipe do São Paulo F.C., em lance que participou o atleta nº 8 da equipe São Paulo F.C. Sr. Paulo Henrique Chagas de Lima, oportunidade que foram arremessadas contra o mesmo diversas. Informo ainda que presenciei o fato por estar de AAA n. 2 [assistente]”.

O outro assistente adicional, Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, reforçou o relato de Marcelo Rogério. “Torcedores do Santos F.C., posicionados em cima do vestiário do São Paulo F.C., arremessaram moedas contra o atleta do São Paulo, Sr. Paulo Henrique Chagas de Lima”, informou.

O departamento jurídico do Peixe aguarda a possível denúncia do TJD-SP, mas não crê que o clube será punido com perda de mando de campo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade