Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Ganso aponta erros na frente como determinantes para tropeço

Belo Horizonte (MG)

O meia Paulo Henrique Ganso teve a chance de evitar a derrota do São Paulo, mas, aos 47 minutos do segundo tempo, chutou raspando a trave em oportunidade da entrada da área. Para o jogador, os erros na frente foram determinantes para o tropeço por 2 a 1 diante do Atlético-MG, no estádio Independência, na noite desta quarta-feira.

“Fizemos até o bastante para conquistar o empate, mas a bola não entrou por milímetros. Na Libertadores, quando você perde gols feitos, acaba perdendo o jogo também”, lamentou.

Ganso começou no banco de reservas nesta estreia do São Paulo na fase de grupos do torneio continental, mas entrou no segundo tempo, na vaga de Jadson, e espera conseguir uma sequência maior com a equipe.

“O time estava muito bem, e a bola chegou à frente. Nos treinamentos, nós vamos nos entrosando para distribuir mais o jogo”, completou o ex-santista, que deve ser mantido por Ney Franco entre os reservas.

Rubens Chiri/Site Oficial SPFC
Paulo Henrique Ganso entrou no segundo tempo e quase marcou o gol de empate nos acréscimos

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade