Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Luis Fabiano se apega a trabalho de um ano para evitar “desastre”

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

A partida contra The Strongest é encarada pelo atacante Luis Fabiano como uma decisão para o São Paulo. Afinal, o atleta acredita que um tropeço diante dos bolivianos no estádio do Morumbi seria capaz de estragar o planejamento traçado pelo Tricolor desde o ano passado, quando almejava voltar à Copa Libertadores da América.

“Obviamente que as coisas vão se complicar muito se perdermos na quinta. A torcida do São Paulo gosta muito da competição e a derrota seria um desastre. Oscilamos um pouco até agora, mas, de modo geral, acho que nosso torcedor está satisfeito”, afirmou.

O time da capital paulista se classificou para o principal torneio da Conmebol ao vencer a Copa Sul-americana no ano passado. Na pré-Libertadores, o Tricolor sobreviveu ao eliminar o Bolívar. Porém, na estreia da fase de grupos, o clube perdeu para o Atlético-MG, o que deixou o time de Luis Fabiano pressionado para encarar o The Strongest, nesta quinta-feira.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Luis Fabiano explica que o elenco está ciente da importância de um resultado positivo na partida de quinta
“É o jogo mais importante da temporada para nós. Lutamos 2012 inteiro e já fomos para a altitude este ano, antes de chegarmos à fase de grupos. Começamos perdendo o primeiro jogo e não passa pela nossa cabeça perder outra, porque nós nos complicaríamos na competição. O São Paulo tem tudo para vencer, com um grande elenco, e sabemos da responsabilidade neste jogo”, acrescentou.

Um dos mais experientes do elenco, Luis Fabiano avisa que o plantel todo está consciente da necessidade de um resultado positivo e não compara o nível técnico do The Strongest ao do Bolívar.

“Não podemos deixar escapar em 90 minutos tudo o que fizemos desde o ano passado. Nosso grupo está muito motivado e temos condições de dar uma aliviada, porque o próximo vai ser em casa também. Eles não têm nada a ver com o Bolívar, esta equipe tem um pouquinho mais de qualidade”, completou.

Enquanto São Paulo e The Strongest jogam apenas na quinta, os outros dois times do Grupo 3 se enfrentam nesta terça-feira. O Arsenal de Sarandí, que perdeu para os bolivianos na primeira rodada, recebe o Atlético-MG. Por isso, Luis Fabiano fica de olho no confronto.

“Acho que uma vitória do Arsenal seria melhor para nós. Com uma vitória nossa, ficariam todos com três pontos. Mas um empate hoje (terça) também seria bom”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade