Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Rogério Ceni assume erro: “Nem sei dizer como a bola passou”

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O goleiro Rogério Ceni deixou claro para o elenco do São Paulo, durante o intervalo, que assumiria toda a responsabilidade em caso de derrota para o Ituano, neste sábado. Mas Paulo Henrique Ganso salvou o capitão com o gol que garantiu o triunfo por 3 a 2. Mesmo assim, o mais experiente jogador do Tricolor não encobriu sua culpa no primeiro gol dos visitantes.

“Não tem explicação. Eu errei, foi falha minha mesmo e eu disse isso aos jogadores. Não tem como falar que foi culpa de vento, luz, sol, chuva, bola...”, ponderou o goleiro, que foi apoiado pela torcida presente no estádio.

O lance aconteceu ainda no primeiro tempo, quando Kleiton Domingues chutou de fora da área e o goleiro chegou fácil para espalmar, mas a bola entrou no gol. Assim, o time da capital sofreu até o fim para conseguir o triunfo por 3 a 2. Apesar da vitória, Rogério Ceni admite que não sai totalmente satisfeito do estádio do Morumbi.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Rogério Ceni e Paulo Henrique Ganso se cumprimentaram depois da vitória neste sábado
“Vou embora chateado, porque não gosto de errar. Dentro da normalidade, era uma bola que eu defenderia, mas nem sei dizer como ela passou, mesmo vindo com efeito. Lógico que não vou totalmente feliz para casa, mas menos mal pelo resultado”, acrescentou.

Poucos minutos depois de ter sofrido o gol, Ceni acertou o travessão em cobrança de falta, quando ainda estava abalado pelo erro. “No segundo tempo, você já está totalmente concentrado, mas, no momento do lance, fiquei decepcionado comigo mesmo. Isso acontece para quem joga mil partidas na carreira”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade