Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Wellington admite erros, conversa com Ney e busca espaço de novo

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O volante Wellington adota a humildade para buscar novamente uma sequência na equipe do São Paulo. Barrado na partida diante do São Caetano, o garoto voltou ao time contra o Linense, porque Denilson foi poupado, e sonha agora em ser mantido na formação principal na quinta-feira, diante do The Strongest, pela Copa Libertadores.

“Acho que nunca fui titular absoluto. Estou aqui desde 2008 e sempre batalhei por meu espaço. Fiquei no banco contra o São Caetano por opção do Ney Franco e eu respeito, sei que tenho de melhorar. Tenho humildade para reconhecer que tive erros que não estava acostumado. Vou me aprimorar no treinamento, para chegar ao jogo e acertar todas”, afirmou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Wellington cometeu falhas contra Santos e Atlético-MG, mas conversou com Ney Franco após ser criticado
Recentemente, Ney Franco reconheceu que Wellington caiu de rendimento nesta temporada e até criticou os erros do volante, que falhou contra Santos e Atlético-MG. No entanto, o meio-campista teve uma conversa com o treinador para entender a reclamação.

“Já conversamos e nos acertamos. Daqui para frente, só temos pensamento de vitória e vou batalhar para jogar”, comentou o atleta, sem revelar os detalhes da reunião. “Foi mais particular, acertamos tudo e está tranquilo, beleza”.

O jogador tem o máximo de cuidado para não reclamar do treinador, já que espera evitar problemas em sua busca pela vaga novamente. “Tem de saber o que fala e pensar o que vai responder”, sorriu, em sua entrevista coletiva.

Como Denilson deve retomar sua posição contra os bolivianos, Wellington passa a brigar com Maicon por um posto na equipe na noite de quinta-feira, no estádio do Morumbi.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade