Tênis/Aberto do Brasil - ( - Atualizado )

Bellucci estreia contra qualifier e pode pegar Nadal na semifinal

São Paulo (SP)

A chave principal do Aberto do Brasil foi sorteada na tarde deste sábado. Principal esperança local, Thomaz Bellucci, cabeça de chave número 5, encara um qualifier na primeira rodada e pode encontrar o astro espanhol Rafael Nadal, maior favorito, na semifinal.

Atual 35º do mundo, Bellucci espera um adversário com bom ritmo. “Jogar contra um quali nunca é fácil. Ele vem embalado de duas ou três vitórias, entra com bastante ritmo e confiança. Mas eu estou com uma boa expectativa para fazer um bom torneio”, declarou o brasileiro.

Se passar pelo adversário vindo do torneio classificatório, Bellucci enfrenta na segunda rodada o espanhol Daniel Gimeno-Traver ou o italiano Filippo Volandri. Na quartas de final, ele poderia medir forças com o francês Jeremy Chardy, quarto favorito, ou com o argentino Leonardo Mayer.

Por enquanto, Bellucci evita fazer projeções. “É um caminho longo até a semifinal. Tomara que eu consiga jogar bem, com o apoio da torcida, porque não é sempre que a gente joga em casa. Agora tenho que olhar jogo por jogo”, declarou o tenista.

Divulgação
O brasileiro Thomaz Bellucci, principal esperança do País, participou do sorteio da chave principal do Aberto Brasil
Principal nome da edição de 2013 do Aberto do Brasil, Rafael Nadal começa de bye. Na segunda rodada, ele apenas aguarda pelo vencedor do embate entre o compatriota Ruben Ramirez-Hidalgo e um qualifier. Tricampeão do torneio, Nicolas Almagro, cabeça de chave número 2, pega o argentino Horacio Zeballos ou um qualifier.

Aos 32 anos, o brasileiro Ricardo Mello se prepara para disputar o último torneio de sua carreira. Um dos sete brasileiros com título da ATP e ex-50º colocado no ranking mundial, ele encara na primeira rodada o argentino Leonardo Mayer, atual 75º da lista.

“Ele saca muito bem, principalmente nessas condições com bola rápida, e tem golpes potentes. Espero jogar com boa consistência e curtir o jogo”, disse Mello, que alcançou a semifinal do Aberto do Brasil em 2005, 2010 e 2011 – na primeira, foi eliminado por Nadal.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade