Atletismo/Bastidores - ( - Atualizado )

Justiça libera Pistorius a deixar África do Sul para competir

Pretória (África do Sul)

A justiça da África do Sul concedeu a Oscar Pistorius o direito de deixar o país para participar de competições internacionais. O atleta olímpico e paraolímpico enfrenta em liberdade as acusações pelo assassinato de sua namorada Reeva Steenkamp, no início de fevereiro.

Para viajar, no entanto, Pistorius tem que cumprir certas condições determinadas pelo tribunal de Pretória. Ele precisa apresentar seu plano de viagem com ao menos uma semana de antecedência e devolver seu passaporte às autoridades até 24 horas depois de retornar à África do Sul.

“Não vejo nenhuma razão pela qual ele deva ser proibido de deixar o país para competir. É um atleta profissional e precisa de seu passaporte para competir”, afirmou o juiz Bert Bam, que concedeu o privilégio ao corredor em audiência, nesta quinta-feira.

Oscar Pistorius, primeiro atleta biamputado a participar dos Jogos Olímpicos, foi preso em 14 de fevereiro pelo homicídio de Reeva Steenkamp. A modelo foi morta com quatro tiros, que a atingiram na mão e na cabeça, dentro da casa do corredor que ganhou a fama ao dominar o esporte paraolímpico.

O sul-africano alega que acertou a namorada por engano, pensando se tratar de um ladrão que invadia sua casa durante a noite – a polícia praticamente descarta a hipótese. O para-atleta ficou aproximadamente uma semana preso em Pretória antes de ganhar direito ao pagamento de fiança para aguardar o julgamento em liberdade.

AFP
Oscar Pistorius não compareceu à audiência em que ganhou o direito de viajar para competir (Foto: Alexander Joe)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade