Vôlei/Superliga Masculina - ( - Atualizado )

Sada Cruzeiro vence Sesi-SP e vai à sua terceira final da Superliga

São Paulo (SP)

Atual campeão da Superliga masculina de vôlei, o Sada Cruzeiro voltou a vencer o Sesi-SP, desta vez fora de casa, e garantiu vaga em sua terceira decisão da competição. Nem mesmo a pressão da torcida foi capaz de salvar a equipe paulista, que teve que lidar com lesões durante a partida e acabou derrotada por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 25/23 e 36/64.

O drama do Sesi-SP teve início logo no primeiro set. Com dores nas costas provenientes de contusão na coluna, o experiente líbero Serginho seguiu em quadra no sacrifício, já que o técnico Giovane não tinha nenhum substituto à disposição.

Aproveitando-se do fato, o Cruzeiro passou a forçar as jogadas no defensor, que sofria com a falta de mobilidade. Abalado com o drama de um de seus principais jogadores, o Sesi mostrou irregularidade durante as três parciais. Além de Serginho, Sidão pediu para sair após forçar saque no terceiro set e Lorena foi outro a jogar no sacrifício, com cãibras na parte final do jogo.

Alexandre Arruda/CBV
Jogadores do Sada Cruzeiro comemoram a vaga para a terceira desisão seguida da equipe na Superliga
A equipe paulista saiu vencendo em todas as parciais, mas viu William e Wallace liderarem o Cruzeiro rumo à vitória. Sem nenhum desfalque por lesão, a equipe mineira ignorou a pressão vinda das lotadas arquibancadas do ginásio Marcello de Castro Leite e garantiu a vitória por 3 a 0.

Além das lesões do time da casa, a partida foi marcada por incidente curioso na metade do primeiro set. Sandro, do Sesi-SP, acabou se atrapalhando ao tentar defender uma bola e rasgou a rede do ginásio. Interrompido por alguns minutos, o jogo foi retomado após o furo ser remendado com um cadarço preto, que se destacava sobre todo o objeto.

O adversário do Sada Cruzeiro sai do duelo entre Vivo/Minas e RJX, que fazem a segunda semifinal às 21h30 (de Brasília) em Belo Horizonte. A equipe carioca tem a vantagem de ter vencido o jogo de ida, no Rio de Janeiro. A decisão será realizada no dia 14 de abril.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade