Futebol Internacional/Campeonato Inglês - ( - Atualizado )

Aos 33 anos, atacante Michael Owen anuncia a aposentadoria

Londres (Inglaterra)

O inglês Michael Owen anunciou, nesta terça-feira, por meio de nota publicada em seu site oficial, que irá abandonar a carreira de jogador de futebol no fim desta temporada. O jogador de 33 anos, que atualmente defende o Stoke City, 11º colocado do Campeonato Inglês, deve fazer sua última partida oficial em maio, quando termina a competição nacional.

“É com muito pesar que eu anunciou minha intenção de abandonar o futebol profissional no final desta temporada”, diz o primeiro parágrafo da nota assinada por Owen.

Revelado pelo Liverpool, Owen ainda vestiu as camisas de Real Madrid, Newcastle e Manchester United. Pela seleção inglesa, o atacante fez 89 partidas e marcou 40 gols, entrando para a história como o quarto maior artilheiro do English Team, superado apenas por Jimmy Greaves (44), Gary Lineker (48) e Bobby Charlton (49). “Sinto que este é o momento certo para encerrar minha carreira”.

O jogador foi indicado ao prêmio Bola de Ouro, da Fifa, em 2001, após ajudar o Liverpool a conquistar os títulos da extinta Copa da Uefa (atual Liga Europa), da Copa da Liga Inglesa e da Copa da Inglaterra. Owen ainda foi o artilheiro do Campeonato Inglês em duas temporadas seguidas (1997-1998 e 1998-1999).

AFP
Michael Owen foi eleito pela tradicional revista France Football o melhor jogador do mundo em 2001
“Ele marcou muitos gols incríveis e memoráveis, tanto pelos clubes quanto pela seleção, e sua ausência será sentida por muitos torcedores que puderam presenciar e desfrutar seus grandes momentos. Esperamos que o legado de Michael para o futebol não se perca”, disse David Bernstein, presidente da Federação Inglesa de Futebol.

Owen marcou o gol da Inglaterra na derrota para o Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo de 2002, ano em que a Seleção conquistou o pentacampeonato mundial. Aproveitando-se de uma falha do zagueiro Lúcio, o inglês roubou a bola e tocou por cima de Marcos.

No texto em que anuncia sua aposentadoria, Michael Owen também aproveita para agradecer a todos aqueles que o ajudaram durante a carreira.

“Nada disso seria possível sem o imenso apoio que recebi de dirigentes, treinadores, jogadores, funcionários, torcedores e meus patrocinadores. Eu gostaria de agradecer a cada um pelo enorme papel que desempenharam em me ajudar a chegar ao topo da minha profissão”, disse o atleta.

Owen não esqueceu o suporte que recebeu da família ao longo da vida profissional. “Acima de tudo, quero agradecer à minha família. À minha linda esposa, Louise, por ela ter me amado e me apoiado nos altos e baixos da minha carreira e por ter me dado o presente mais precioso de todos: nossos filhos”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade