Futebol/Copa Libertadores de América - ( )

Atleticanos destacam união do grupo para superar altitude de La Paz

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Atlético-MG encontrou dificuldades com os 3.600 metros acima do nível do mar em La Paz, mas conseguiu vencer os bolivianos do The Strongest por 2 a 1, e se tornou o único clube a ter 100% de aproveitamento na atual edição da Libertadores. O meia-atacante Bernard destaca que a união do grupo foi fundamental para que o Galo conquistasse os três pontos e a classificação antecipada para a sequência da Libertadores.

“Sabíamos que iríamos enfrentar dificuldades em se tratando da altitude, mas também não podíamos criar um mostro na cabeça. Nos preparamos da melhor maneira possível, e entramos dentro de campo para todos se unirem, correrem um pelo outro, e foi isso que fez que saíssemos com a vitoria”, declarou.

O craque Ronaldinho Gaúcho não brilhou, mas ajudou o Atlético-MG a conquistar a quarta a vitória seguida na Libertadores, motivo de orgulho para o jogador. R10 argumenta que mesmo enfrentando dificuldades, que o objetivo do Galo era vencer para voltar de La Paz com a vaga garantida nas oitavas de final.

“O objetivo era esse, passar de fase. As coisas saíram muito bem, quatro jogos, quatro vitórias. Alegria pura, vir aqui na altitude, sabendo que é muito complicado e conseguir essa vitória”, disse R10, que fez questão de agradecer a recepção que teve na Bolívia. “Só tenho que agradecer o carinho de todo o povo boliviano. Recebi diversas homenagens, estão me tratando muito bem desde a chegada. Estou muito feliz e espero continuar neste ritmo para ajudar o Atlético-MG”, afirmou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade