Futebol/Copa Libertadores de América - ( - Atualizado )

Atlético-MG vence The Strongest e dispara no Grupo 3 da Libertadores

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Atlético-MG encontrou dificuldades para superar a marcação dos bolivianos do The Strongest, mas conseguiu fazer o dever de casa e venceu por 2 a 1, nesta quinta-feira, em jogo realizado no estádio Independência. Com o triunfo, o time mineiro disparou na liderança do Grupo 3 da Libertadores com nove pontos, contra quatro do vice-líder São Paulo.

O primeiro gol do jogo foi anotado pelo centroavante Jô, que mostrou oportunismo para aparecer por trás da zaga do The Strongest e completar para as redes. Ronaldinho ampliou em cobrança de pênalti. Os visitantes ainda descontaram com Melgar no final do jogo. Apesar do placar não ter sido dilatado, o Atlético-MG dominou inteiramente a partida, sendo ameaçado somente em lances de contra-ataques.

Na sequência da Libertadores o Atlético-MG voltará a atuar contra os bolivianos do The Strongest, em partida marcada para a próxima quarta-feira. O detalhe é que o mando de campo será invertido, e o Galo terá que encarar a altitude de La Paz. O clube mineiro conseguiu adiamento do jogo contra o América-TO pelo Mineiro, que seria realizado no domingo, para priorizar a Libertadores.

O jogo – O Atlético-MG iniciou a partida promovendo uma verdadeira blitz contra os bolivianos do The Strongest. Impondo a condição de mandante, o Galo logo assumiu as rédeas do jogo, com maior posse de bola e tentando a todo o momento encontrar espaços na fechada defesa adversária. Os zagueiros Réver e Leonardo Silva apareceram bem no campo de ataque.

A estratégia inicial da equipe mineira de abrir o placar nos primeiros minutos não funcionou. Com isso, o Atlético-MG passou a trocar passes no campo de defesa, forçando os bolivianos a adiantar a marcação. Aos 16, os atleticanos conseguiram excelente trama ofensiva, que terminou com assistência de Ronaldinho para Tardelli. Na finalização de canhota, o goleiro Vaca fez ótima defesa e impediu o primeiro gol dos atleticanos.

No minuto seguinte, R10 apareceu novamente, deixando Jô livre para cabecear e abrir o placar no Independência, mas o centroavante parou em mais uma defesa de Vaca. Aos 20, o The Strongest encaixou um contra-ataque nas costas de Marcos Rocha, mas Pablo Escobar desperdiçou chance mais clara do jogo até então.

Aos 29, Bernard limpou a marcação e arrematou na entrada da área. O goleiro boliviano fez a defesa, mas não segurou firme. No rebote, Jô não conseguiu completar para as redes. Melhor no jogo, o Galo só foi ameaçado em alguns contra-ataques, mas não correu muitos riscos durante toda a partida.

O panorama do jogo na etapa complementar não mudou em relação aos 45 minutos iniciais. O Atlético-MG pressionado em busca do gol, com o The Strongest apostando nas jogadas de contra-ataque. Apoiado pela torcida, Ronaldinho quase marcou em ótima cobrança de falta.

Bem marcado, R10 tentou se deslocar para os lados do campo para abrir espaços para os companheiros, mas o time atleticano aproveitou com pouca eficiência está opção. Aos dez minutos, Tardelli conseguiu chegar à linha de fundo e cruzou com perfeição para Bernard, que acertou a trave de Vaca.

De tanto insistir, o Galo conseguiu vazar a defesa boliviana. Jô mostrou oportunismo para aparecer por trás da zaga do The Strongest e completar o cruzamento de Ronaldinho para as redes, enlouquecendo a torcida alvinegra nas arquibancadas do Independência. Com a abertura do marcador, o jogo ficou mais aberto já que os visitantes passaram a se arriscar mais ofensivamente.

Aos 26, Ronaldinho acertou um lançamento cinematográfico para Marcos Rocha, que foi derrubado dentro da área, o árbitro uruguaio Daniel Fedorczuk não titubeou e marcou pênalti. Na cobrança, R10 mandou no canto direito de Vaca, que pulou para o lado certo, mas não conseguiu chegar na bola.

Com o aumento da vantagem, o Atlético-MG diminuiu o ritmo, mas continuou com o domínio do jogo, e ainda criou mais algumas chances para transformar a vitória em goleada. Nos minutos finais do jogo, o The Strongest conseguiu o gol de honra com Melgar, que acabara de entrar, e mostrou estrela para diminuir o prejuízo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade