Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Clima esquenta no Paysandu e jogadores tentam se agredir em rachão

Belém (Pará)

O tempo fechou nos treinamentos realizados pelo Paysandu nesta sexta-feira. O goleiro Paulo Rafael se irritou com a áspera discussão entre o arqueiro Zé Carlos e o zagueiro Wallace e tentou agredir o responsável pela meta bicolor. Os atletas precisaram ser segurados por seus companheiros de time e Paulo Rafael foi expulso pelo técnico Lecheva das atividades.

O incidente teve início após Wallace se irritar com uma entrada de Zé Carlos no tradicional ‘rachão’. Os dois atletas se desentenderam e discutiram brevemente no centro do gramado. Mesmo com o entrevero, a comissão deu prosseguimento ao treino e os atletas voltaram a se estranhar. Enquanto a ‘turma do deixa disso’ tentava acalmar os ânimos, Paulo Rafael tomou a parte de Wallace e quase acertou um soco no rosto de Zé Carlos.

O técnico Lecheva, que também estava em campo nas movimentações desta sexta-feira, optou por continuar com os trabalhos após Paulo Rafael ser tirado por seus colegas do gramado. A mídia local também informou que membros da comissão e outros atletas pediram para que fotografias e vídeos da confusão fossem apagados. O apelo dos bicolores não foi atendido pelos presentes.

A próxima partida do Paysandu no Campeonato Paraense será realizada neste sábado, contra o Paragominas, na Curuzu. O time soma três pontos neste segundo turno da competição e, segundo Lecheva, o incidente entre os atletas já foi superado. “Isso é normal no futebol. Às vezes tem aquela jogada mais ríspida, cada um tem um temperamento diferente, mas nada que preocupe. Isso já foi contornado”, comentou o treinador, em sua entrevista coletiva desta sexta-feira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade