Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Conmebol punirá times mandantes pela entrada de objetos pirotécnicos

São Paulo (SP)

A Conmebol divulgou nesta terça-feira que irá responsabilizar o time mandante por qualquer objeto pirotécnico apreendido dentro do estádio durante os torneios organizados pela entidade. De acordo com o comunicado, serão aplicadas aos clubes as normas disciplinares decididas pela confederação, mesmo que as legislações nacionais não impeçam a entrada desse tipo de artefato.

A decisão foi divulgada pouco mais de um mês depois de Kevin Espada, de 14 anos, torcedor do San José-BOL, ter sido morto por um sinalizador vindo da torcida do Corinthians. O caso ocorreu no estádio do San José, em Oruro, durante partida entra as duas equipes disputada no último dia 20 de fevereiro.

Na ocasião, a polícia boliviana prendeu 12 torcedores alvinegros, ainda encarcerados. Já a Conmebol multou o San Jose em 10 mil dólares (aproximadamente R$ 19 mil) pela falta de fiscalização, enquanto proibiu o Corinthians de ter a presença da torcida nos jogos da Copa Libertadores durante o período em que o caso estivesse sido investigado. Mais tarde, no entanto, a entidade acabou mudando a punição ao Timão, aplicando uma multa de US$ 200 mil (pouco menos de R$ 400 mil) e proibindo a presença de torcedores alvinegros em jogos fora de casa na Libertadores por um período de 18 meses.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade