Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Corinthians nega que problema judicial motive a ausência de Emerson

São Paulo (SP)

O Corinthians já embarcou para o México, onde enfrentará o Tijuana na quarta-feira, pela Copa Libertadores da América. O atacante Emerson não viajou com o grupo. Segundo o clube, para se recuperar de dores no joelho direito, e não em função da denúncia do Ministério Público Federal por contrabando de automóveis de luxo.

“Em relação ao Ministério Público, não chegou nada para nós. Tudo o que sabemos é pela imprensa”, comentou Duílio Monteiro Alves, diretor adjunto de futebol do Corinthians, para o programa Mesa Redonda, da TV Gazeta.

A suspeita era de que, em virtude do processo, o Sheik tenha sido impedido de deixar o Brasil. “O Emerson tem advogados cuidando do caso há algum tempo. Quanto a isso, tranquilidade total para a gente”, garantiu Duílio, pouco antes de entrar no avião com destino ao México.

Por sua vez, o técnico Tite não foi precisou o problema clínico de Emerson, que participou normalmente do segundo tempo do clássico contra o Santos, neste domingo, no Morumbi. “Em alguns momentos, o Emerson conseguia suportar a dor. Ele estava até alternando treinamentos em função disso. Mas quem pode falar melhor são os médicos”, desconversou.

Na condição de dirigente, Duílio foi mais didático em relação à lesão do Sheik. “Não preocupa muito. Ele vinha sentindo dores esses dias, e a parte médica achou melhor tirá-lo do jogo para fazer o tratamento”, simplificou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Léo, que já foi ofendido por Emerson, afagou o jogador do Corinthians durante o clássico deste domingo

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade