Futebol/Campeonato Mineiro - ( - Atualizado )

Cuca comemora vitória, mas condena relaxamento do Galo

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O técnico Cuca ficou satisfeito com a quantidade de oportunidades criadas pelo Atlético-MG na vitória contra o Guarani, por 3 a 1, mas condenou o relaxamento da equipe após ter feito 2 a 0 no placar. Segundo ele, o time alvinegro permitiu ao Bugre diminuir o marcador e poderia ter cedido o empate, situação que rendeu uma bronca do comandante atleticano.

“No segundo tempo criamos boas oportunidades, fizemos 2 a 0, mas aí pecamos porque tiramos o pé do acelerador achando que já estava definido. Tomamos o gol e aí poderia ter a surpresa de se tomar o segundo, o que mudaria tudo. Temos que tirar lições disso porque não podemos dar mole e chance ao azar. Quando estiver 2 a 0 para nós, nosso lateral não pode ir para o ataque tanto quanto se o jogo estivesse 1 a 1 ou 1 a 0, por isso, vamos conversar sobre isso”, disse.

Cuca decidiu poupar jogadores importantes como Ronaldinho, Bernard e Pierre e elogiou o desempenho dos reservas. “Eles são profissionais e somos corretos no que fazemos. Eles lutam pela titularidade e tem uma turma que luta para ficar no banco. Esse é o futebol, e se não montar elenco forte, você não ganha. Eles entendem isso. Tem que ter um grupo e luta por posição”, declarou.

Uma das surpresas armadas por Cuca neste domingo foi escalar Richarlyson atuando de forma avançada. “Vimos o Richarlyson pela direita, o Luan um pouco afoito, mas quando posicionamos melhor, eles correram menos e produziram mais, a ponto de ter feito o gol. É importante ter um jogador que não atuava há tanto tempo fazer uma partida tão boa quanto essa”, comentou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade