Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Dirigente elogia Sergio Soares, mas cobra resultados no Avaí

Florianopolis (SC)

Sergio Soares teve a chance de deixar o Avaí ainda durante a pré-temporada quando recebeu convite da seleção do Iraque. Para honrar com os compromissos firmados com o presidente João Zunino, permaneceu na Ressacada. Passadas oito rodadas do Campeonato Catarinense, o clube ocupa apenas a 7ª posição e o técnico agora está ameaçado no cargo.

Na última quinta-feira, a equipe azurra não saiu de um empate por 3 a 3 com o vice-lanterna Guarani de Palhoça e agravou ainda mais a crise. O meia Marquinhos, grande ídolo da torcida, cobrou uma mudança de postura dos companheiros e afirmou estar envergonhado com a fase vivida no estadual.

A crise, no entanto, ainda não é suficiente para causar a demissão de Sergio Soares. Pelo menos para o gerente de futebol Júlio Rondinelli. Nesta sexta-feira, o dirigente concedeu entrevista ao Diário Catarinensee garantiu que não mandará o técnico embora, mas deixou bem claro que espera uma melhora imediata.

“O Sérgio Soares vai dar continuidade ao trabalho honesto dele. Só que precisamos de resultados e ele sabe disso. Sabemos que o Avaí tem de voltar a vencer, no futebol isso é preponderante. Sabemos também que precisamos buscar alguns reforços. Juntos vamos mudar essa situação”, sentenciou Rondinelli.

E para iniciar uma reação no Catarinense, o treinador ganhou uma boa notícia. O atacante Roberson, que vinha treinando no clube desde a semana passada, teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) e pode fazer sua estreia diante do Camboriú neste domino. A partida está marcada para às 16 horas (de Brasília) e acontece no estádio Roberto Santos Garcia.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade