Futebol/Campeonato Goiano - ( - Atualizado )

Dirigentes de Goiás e Vila têm discursos distintos antes de clássico

Goiânia (GO)

Neste final de semana o Vila Nova terá a chance de se vingar do Goiás. No primeiro turno, triunfo convincente dos esmeraldinos por 3 a 0. Agora o Tigrão tem a chance de se vingar da derrota em partida do segundo turno do Campeonato Goiano e o presidente executivo Marcos Martinez resolveu apimentar ainda mais o clássico ao chamar o Verdão de ‘freguês’.

O Esmeraldino está em grande fase na temporada e ocupa a primeira colocação do estadual. Apesar do melhor momento, o presidente João Bosco Luz lembra que o confronto foi sempre marcado pelo equilíbrio e negou que o elenco treinado por Enderson Moreira seja favorito.

“O jogo contra o Vila Nova tem um sabor especial, porque é o nosso grande adversário historicamente. O clássico não tem favoritismo, a história já mostrou que nem sempre quem está em melhor condição vence. Tudo pode acontecer e o que não podemos é cometer erros. Temos que jogar com tranquilidade e explorar os erros do adversário porque a vitória tem que vir naturalmente”, analisou o mandatário alviverde à Rádio 730.

Do lado alvirrubro, Martinez descartou um discurso político e esquentou o clima ao lembrar da vantagem do Tigrão nas estatísticas. Acreditando em um bom resultado diante do Goiás, o mandatário ignora até o maior poderio econômico e as goleadas do adversário nas últimas rodadas.

“Vamos jogar de igual para igual, porque em termos de campeonato, de confronto direto, de finais, nós temos um a mais que eles. Aí eles dizem que os fregueses somos nós, mas na verdade os fregueses são eles. São confrontos muito parelhos, são jogos bons de serem jogados, jogos que nos animam”, ressaltou Martinez, também à Rádio 730.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade