Futebol/Eliminatórias de 2014 - ( - Atualizado )

Em confronto direto por vaga na Copa, Chile derrota Uruguai

Gazeta Press Santiago (Chile)

A seleção do Chile se reabilitou da derrota para o Peru, na última rodada das Eliminatórias Sul-americanas para a Copa de 2014. Em partida disputada na noite desta terça-feira, no Estádio Nacional, em Santiago, o time chileno bateu o Uruguai por 2 a 0, gols marcados por Paredes e Vargas, um em cada tempo.

Com a vitória, o Chile subiu para a quarta posição, com 15 pontos ganhos. O Uruguai que vem caindo nas últimas rodadas, segue com 13 pontos, agora, na sexta colocação. Na próxima rodada, o Chile vai encarar o Paraguai, em Assunção. O Uruguai só voltará a jogar na 14ª rodada, diante da Venezuela,no dia 11 de junho, em Caracas.

AFP
Com a vitória, o Chile assumiu a quarta colocação e deixou o Uruguai na repescagem.
O jogo - Diante de uma torcida entusiasmada, a seleção chilena iniciou a partida, empurrando a equipe uruguaia para a defesa. E a pressão surtiu efeito logo aos dez minutos quando, após cruzamento na área, Álvaro Pereira falhou ao tentar afastar o perigo e Paredes empurrou para o gol.

A vantagem animou o time que passou a buscar o segundo gol que quase aconteceu aos 21 minutos, quando Paredes foi lançado na corrida e tocou na saída do goleiro Muslera, mas a bola saiu. A seleção do Uruguai seguiu cometendo muitos erros de passe e sem levar perigo para o gol defendido por Bravo.

O Uruguai voltou para o segundo tempo, tentando melhorar o toque de bola, para tentar confundir a marcação chilena. E aos 12 minutos, uma cabeçada do zagueiro Lugano foi bloqueada com o braço pelo zagueiro Jara, mas o árbitro não marca nada, causando revolta nos jogadores visitantes. Aos 15, Silva arriscou de fora da área e acertou o travessão defendido por Bravo.

O Chile não conseguia mais organizar jogadas ofensivas e se preocupava, apenas, em manter a vantagem. Aos 25 minutos, o técnico Óscar Tabarez decidiu arriscar tudo e trocou o meia Ramirez pelo atacante Pablo Forlán. Aos 30 minutos, o atacante do Inter chutou com força, mas Bravo defendeu com segurança.

Quando tudo indicava que o Uruguai chegaria ao empate, o Chile marcou o segundo gol, aos 32 minutos. Isla fez grande jogada individual e chutou. Muslera deu rebote e Vargas aproveitou para colocar a bola nas redes. Após sofrer o segundo gol, o time visitante desanimou, enquanto a equipe andina se preocupou apenas em segurar a bola e administrar o resultado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade