Futebol/Copa Libertadores - ( )

Enfim apoiado pela Fiel na Libertadores, Pato sonha com gol

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Ainda jogador do Milan, Alexandre Pato assistiu à final da última Copa Libertadores no Pacaembu. Segundo ele, observar a Fiel no triunfo do Corinthians sobre o Boca Juniors foi importante na decisão de se juntar ao “bando de loucos”.

Nesta quarta-feira, enfim, o atacante disputará uma partida na competição sul-americana com o apoio dos corintianos. No único jogo em casa na edição deste ano, o Alvinegro teve de atuar com portões fechados, parte da punição no caso Kevin Beltrán, o boliviano de 14 anos morto no empate do time com o San José.

“Ninguém esperava, foi uma tristeza o que aconteceu com o menininho. Mas, olhando pelo lado do jogador, vai ser muito importante ter a volta do torcedor. Vou fazer o máximo para levar aos torcedores aquele amor que eles transmitem pelo time”, afirmou o camisa 7.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Alexandre Pato espera chegar perto do alambrado e, desta vez, fazer a festa com os torcedores
Pato marcou um dos gols do Corinthians na vitória sobre o Millonarios, com o Pacaembu vazio – ou quase vazio, já que quatro torcedores, amparados por liminares assistiram ao jogo. Na comemoração, chegou bem perto do alambrado, algo que espera repetir contra o Tijuana.

“Naquele gol que fiz, não tinha torcida, mas a imaginei lá. Agora quem sabe eu não possa fazer um gol e comemorar com a torcida lá? Vou fazer o que eu sei fazer, jogar bola. Se conseguir marcar diante dessa torcida maravilhosa, melhor”, sorriu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade