Futebol/Seleção Brasileira - ( )

Fora de amistosos, Paulinho não teme perder o seu espaço na Seleção

Edoardo Ghirotto, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

A passagem de Mano Menezes pela Seleção Brasileira foi proveitosa para o Corinthians e emplacou uma série de jogadores alvinegros nas convocações feitas em 2012. Com a substituição do treinador por Luiz Felipe Scolari, o Timão perdeu espaço nas listas do time canarinho e apenas Paulinho foi mantido entre os relacionados. A sequência do volante, porém, precisou ser interrompida após uma lesão na coxa esquerda ser diagnosticada antes dos dois últimos amistosos disputados na Europa.

Paulinho havia sido chamado para integrar a delegação brasileira nas partidas contra Itália e Rússia, realizadas nos últimos dias 21 e 25, respectivamente. O problema foi contraído na partida com o União Barbarense, válida pelo Campeonato Paulista, e não poderia ser solucionado antes da viagem do time nacional. Após uma conversa com os médicos da CBF, o atleta foi cortado da relação final e não teve nenhum substituto chamado por Felipão.

Sem o corintiano, a alternativa foi escalar Fernando, do Grêmio, e Hernanes, da Lazio-ITA, como titulares. Embora a Seleção tenha empatado os dois confrontos no Velho Continente, os volantes tiveram atuações de destaque e foram elogiados por Felipão. Paulinho, contudo, não demonstrou qualquer tipo de receio com a forte concorrência e se disse preparado para buscar novamente o seu espaço no plantel brasileiro.

AFP
Paulinho não está preocupado com as boas atuações de Fernando e Hernanes na Seleção Brasileira
“A Seleção fez dois jogos equilibrados e com grandes equipes. Mas a questão de que outros jogadores atuaram na minha função não me preocupa. A nossa equipe está muito bem servida de volantes, independentemente dos nomes que estão à disposição. Vou continuar fazendo o meu trabalho no Corinthians e brigar para retornar ao time o mais rápido possível”, disse o atleta.

Recuperado da lesão muscular, Paulinho participou dos últimos treinos do Corinthians, na quinta-feira, e está pronto para ser escalado no clássico com o São Paulo, neste domingo, no Morumbi. Sem lamentar os jogos perdidos nesta temporada, o atleta espera manter o foco em seu trabalho e contar com o apoio da torcida para voltar a ser convocado para a Seleção. A expectativa é para a próxima terça-feira, quando Felipão definirá a lista de jogadores que enfrentarão a Bolívia, em amistoso marcado para o dia 6, na cidade de Santa Cruz de la Sierra.

“É muito difícil explicar os motivos que causaram minha lesão. Estas coisas aparecem a qualquer momento e ela veio justamente em um período de convocação para a Seleção. Eu não tinha condições de viajar com o grupo e agora estou em tratamento. A lesão vem nos momentos em que o jogador está em uma sequência muito boa e agora eu preciso trabalhar para me recuperar de uma vez. Não tem o que lamentar, é voltar e dar a volta por cima", determinou o volante.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade