Futebol/Campeonato Gaúcho - ( )

Inter se recrimina por vacilos no primeiro tempo contra Esportivo

Novo Hamburgo (RS)

A vitória por 2 a 0 sobre o Espotivo, neste sábado, não foi suficiente para esconder os vacilos do Internacional no primeiro tempo de partida. Os próprios jogadores reconheceram que o time deveria estar mais atento no princípio do jogo.

“Não fomos castigados por detalhes”, disse o lateral esquerdo Fabrício. “Começamos muito acelerados, querendo fazer o gol logo de casa. Tivemos mais frieza no segundo tempo e jogamos o nosso jogo”, complementou o meia-atacante argentino Dátolo.

Compatriota de Dátolo, Andrés D’Alessandro foi uma das válvulas de escape para o Inter render o esperado diante do Esportivo. O jogador contribuiu com uma assistência e um gol na vitória após discutir com os jogadores adversários.

“O time deles aproveitou bem. A gente podia ter feito um melhor primeiro tempo”, também admitiu D’Alessandro.

Para o goleiro Muriel, o Inter não é o único culpado pelos momentos de dificuldade no jogo. “Eles também têm méritos, pois entraram muito bem e jogaram nos nossos erros”, afirmou.

Divulgação/Internacional
D'Alessandro brigou no primeiro tempo, mas assegurou a vitória do Internacional no segundo

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade