Futebol/Campeonato Carioca - ( )

Jorginho elogia superação em campo: “Não dá na técnica, vai na raça”

Volta Redonda (RJ)

Em seu segundo jogo no comando do Flamengo, Jorginho já entrou pressionado por causa da situação de sua equipe na tabela de classificação. Com apenas um ponto somado, o Rubro-negro precisava da vitória para seguir vivo na Taça Rio. Depois de sair perdendo por 1 a 0, o clube da Gávea foi buscar o resultado no segundo tempo e conseguiu a virada na superação.

“Fizemos um bom primeiro tempo, tivemos muitas oportunidades de fazer o gol, e tomamos o gol em um lance que não podemos tomar. Agora, a determinação, a raça e a vontade que foi empregada no segundo tempo foi fundamental para que chegássemos a esse placar”, analisou Jorginho.

Questionado sobre as críticas das arquibancadas após o gol sofrido, Jorginho explicou que a equipe suportou bem à pressão e manteve a mesma postura em campo. “A equipe estava girando, esperando o momento certo. Em um momento ou outro, é natural existir a afobação, porque somos uma equipe jovem”.

Sem deixar de elogiar a determinação de sua equipe, Jorginho voltou a destacar a postura da equipe e aprovou o modo como a equipe correspondeu ao que vinha das arquibancadas do Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

“O mais importante é que tivemos determinação e também qualidade. O Flamengo é isso. Quando não dá na técnica, vai na raça. A torcida pediu, eles responderam e conseguimos a virada”, destacou Jorginho, que admitiu estar mais aliviado depois da vitória.

“É sempre importante vencer. Imagina se a gente perdesse hoje, como seria o astral, a motivação dos jogadores. Tudo isso mexe com dá confiança e a gente vai em busca dos nossos objetivos”, finalizou o treinador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade