Botafogo/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Oswaldo aponta equilíbrio como maior trunfo do Botafogo em título

André Sender, enviado especial Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo conquistou a Taça Guanabara neste domingo ao derrotar o Vasco por 1 a 0, no Engenhão, em uma partida em que teve maior posse de bola, dominou as ações ofensivas e praticamente não deu chances ao adversário. Mas para o técnico Oswaldo de Oliveira, o principal trunfo de sua equipe na vitória foi o equilíbrio emocional demonstrado diante das dificuldades da partida.

Com campanha pior do que o adversário deste domingo na primeira fase, o Glorioso precisava da vitória para conquistar o título, enquanto o Vasco jogava pelo empate. O Cruz-maltino atuou fechado, com apenas Carlos Alberto destacado para armar os contra-ataques, e fez questão de ganhar segundos importantes a cada bola parada quando o placar ainda estava sem gols.

A tática do técnico Gaúcho, no entanto, ruiu quando Bolívar dominou bola dentro da área após cruzamento da esquerda e rolou para trás, onde Lucas apareceu para bater rasteiro com a perna direita e anotar o gol que deu o título ao Glorioso.

"Foi essa forma como o Botafogo encarou o Vasco, sem perder o foco no objetivo, sem perder o controle, sabendo que tínhamos 90 minutos para fazer um gol, diferentemente do que aconteceu com o Flamengo. Todo mundo sabia que tinha que ter essa paciência sem perder a agressividade, sem perder a intensidade do jogo", disse o treinador.

Fernando Soutello/AGIF
Oswaldo de Oliveira elogiou a atuação do Botafogo contra o Vasco e, após o título, foi muito comemorado pelos atletas
Na semifinal da Taça Guanabara, o Botafogo passou pelo Rubro-negro, que também jogava pelo empate para avançar. As circunstâncias no entanto foram bem diferentes, já que Julio Cesar abriu o placar a favor do time alvinegro ainda no primeiro minuto de jogo e deu tranquilidade à equipe, que ainda marcou outro ao fim da partida e garantiu a classificação à decisão.

O gol heróico de Lucas neste domingo saiu quando o Botafogo já se preparava para começar a usar seu último recurso em busca do tento: lançamentos longos para a área treinados durante a semana por Oswaldo, que já previa o Vasco atuando de forma fechada e segurando o resultado.

"O Botafogo jogou o tempo todo, tentou, insistiu, tínhamos a previsão de uma atitude mais extrema se até os 40 minutos não conseguíssemos fazer o gol. Às vezes essas coisas por um capricho não acontecem e por isso tenho que ser muito cético e direto no que faço e fico muito feliz quando dá certo", afirmou o sorridente técnico.

Com o título deste domingo, o Botafogo está mais perto de conquistar o Campeonato Carioca, já que está garantido em sua na final. Caso vença também a Taça Rio, o Glorioso levanta o Estadual por antecipação.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade