Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Palmeiras se vê com moral para terça-feira e começa a cumprir pacto

William Correia São Paulo (SP)

Dos 14 jogadores usados por Gilson Kleina na vitória sobre o Linense neste sábado, Souza é o único com reais chances de ser titular na terça-feira, contra o Tigre. Mas os reservas cumpriram a missão que o elenco se impôs após perder por 6 a 2 para o Mirassol: retomar moral para se aproximar da classificação na Libertadores.

“Conversamos com os jogadores junto com a comissão depois da derrota. Foi uma conversa de homem para homem, de olho nos olhos. Fizemos um pacto entre nós e mostramos essa cara. Temos um time dedicado, sabemos da nossa limitação e se ganharmos todos os jogos dessa maneira está bom demais”, comemorou André Luiz, que nem está inscrito na Libertadores.

O discurso do zagueiro é para mostrar união. “A vitória vai animar o grupo com certeza, ainda mais da maneira que foi, com um time aguerrido, que não largou em nenhum momento. Estávamos sempre com a bola e só demos uma caída quando levamos o empate, mas vencemos. Nada melhor do que essa vitória no último minuto para o jogo de terça-feira.”

Marcelo Oliveira, autor do gol que definiu o triunfo por 2 a 1 no Pacaembu aos 45 minutos do segundo tempo, apontou o que foi o tom da maioria dos entrevistas neste sábado: a equipe começou a provar que o vexatório resultado de quarta-feira não passa de um acidente em um trabalho bem feito.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Mesmo com poucos podendo jogar na terça, time do Palmeiras prometeu vitória na raça após goleada em Mirassol
“Claro que depois do jogo ficamos muito abatidos e envergonhados, ninguém quer entrar em campo e perder de seis, da maneira que foi. Mas foi uma fatalidade, estávamos em uma crescente e tomamos uma goleada que ninguém esperava. Mas o importante é que nos unimos e colocamos a cabeça no lugar. Todos aqui são merecedores”, disse o volante, que atuou improvisado na lateral esquerda.

Leandro, de família palmeirense, abriu o placar neste sábado e comemorou por poder voltar a sorrir. “Ficamos constrangidos com aquele resultado, mas nos comprometemos em virar a situação. O Palmeiras passa por um momento difícil desde a queda e estamos comprometidos a tirar o clube dessa”, prometeu o atacante.

Esse é o espirito que o elenco quer mostrar diante do Tigre. “O que me faz acreditar é o dia a dia. Após a derrota, sofremos muito, mas conversamos muito, ficamos muito concentrados. Falamos que tínhamos que ganhar hoje (sábado), com raça, vontade. Nada melhor para nos animar para terça-feira”, celebrou André Luiz.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade