Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Policiais retiram faixas de corintianos do estádio do Tijuana

Tijuana (México)

Punido preventivamente pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) pela morte do boliviano Kevin Beltrán no jogo contra o San José, o Corinthians perdeu a carga de ingressos que teria para o confronto com o Tijuana, no México. Vários alvinegros deram um jeito, no entanto, e compraram bilhetes destinados aos donos da casa.

Na revista na entrada do estádio Caliente, camisas do Timão foram apreendidas por policiais, mas alguns torcedores conseguiram entrar com seus apetrechos. A transmissão da partida, com imagens geradas pela televisão mexicana, chegou a exibir faixas, como uma da organizada Camisa 12. Elas acabaram também sendo retiradas.

O julgamento do caso Kevin, inicialmente marcado para quarta-feira, ficou para esta quinta por causa da ausência de um dos membros do Tribunal Disciplinar. A diretoria do Corinthians e seu departamento jurídico esperam uma punição mais leve do que a definida provisoriamente pela Conmebol.

Divulgação/Agência Corinthians
Paulinho e seus companheiros contaram com o apoio de alguns corintianos em Tijuana (foto: Daniel Augusto Jr.)
Em seu único jogo em casa após a morte do boliviano – atingido por um sinalizador que, apontam os indícios, partiu da torcida alvinegra –, o Timão teve de receber o Millonarios com os portões do Pacaembu fechados. Só quatro torcedores, amparados por liminares, entraram no estádio.

Se tudo correr como espera o clube, a pena final, no máximo, impedirá os corintianos de assistir às partidas fora de casa. Assim, será possível contar com a Fiel na partida da próxima quarta-feira, contra o Tijuana. Com a derrota por 1 a 0 no México, o embate passou a ser decisivo no Grupo 5.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade