Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Por bicampeonato, Fluminense quer evitar tropeços contra 'pequenos'

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Última rodada da fase de classificação da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca: o Botafogo empata por 2 a 2 com o Boavista e, ao apito final do árbitro, quem comemora é a torcida do Fluminense. Afinal de contas, o resultado garantiu o time nas semifinais. A dependência do Alvinegro aconteceu pelo fato de o Tricolor tropeçar contra equipes de menor investimento. Foi assim nos empates por 2 a 2 com o Friburguense e diante do Madureira. Esses dois resultados quase geraram a eliminação precoce.

Agora, a equipe se prepara para a Taça Rio, segundo turno do Campeonato Estadual. A estreia será neste domingo, às 18h30 (de Brasília), diante do Audax, no Engenhão. A ordem é evitar que novos tropeços contra equipes de menor investimento possam atrapalhar os planos de o Fluminense chegar às semifinais e seguir lutando pelo bicampeonato do torneio.

“Na Taça Rio, todos os jogos terão o mesmo peso na fase de classificação, pois não podemos pensar na possibilidade de tropeçarmos, o que pode custar a classificação. Os jogos tendem a ser mais complicados agora, pois os times de menor investimento que montaram o elenco em cima da hora já estão entrosados e sempre entram em campo ainda mais motivados diante das grandes equipes do Rio de Janeiro. Serão jogos muito difíceis, mas temos que estar preparados”, afirmou o lateral-esquerdo Carlinhos, que foi seguido pelo goleiro Diego Cavalieri.

Bruno Haddad/Fluminense F. C.
Após fracasso na Taça Guanabara, Carlinhos projeta jogos difíceis na Taça Rio

“O jogo contra o Audax é o mais importante neste momento, pois é o próximo. A Copa Libertadores só voltará a existir para a nossa equipe em abril. Precisamos de qualquer maneira agilizar a classificação para as semifinais da Taça Rio. Precisaremos começar muito bem a competição e ganhando do Audax, o nosso primeiro desafio. Sabemos que esses jogos contra equipes de menor investimento são complicados, pois elas se doam demais em campo. Mas precisamos estar em um bom dia e fazer bem o nosso papel”, completou.

Para a partida deste domingo, o treinador Abel Braga tem problemas para armar o Tricolor. Ele não poderá contar com o lateral-direito Wellington Silva, com uma fratura no calcanhar esquerdo, e com o meia Thiago Neves, com um estiramento muscular na panturrilha esquerda. Para piorar a situação, o apoiador Deco dificilmente reunirá condições de atuar por conta de dores no joelho esquerdo. Assim, Bruno mais uma vez será o dono da lateral, enquanto que Wagner e Rhayner formarão a dupla de apoiadores.

Portanto, a tendência é o Fluminense entrar em campo neste domingo com a seguinte escalação: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Jean, Wagner e Rhayner; Wellington Nem e Fred. Nesta sexta-feira, o elenco volta a treinar na parte da manhã, nas Laranjeiras, onde um recreativo no sábado fechará a preparação e dará início ao período de concentração para o jogo contra o Audax.

Fora de campo, o clube divulgou nota oficial se desculpando pelas declarações do superintendente de futebol Jackson Vasconcellos que, em entrevista ao jornal O Globo, fez severas críticas contra a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). Dentre as declarações ele disse que a entidade tem uma sede pomposa e que possui lustres capazes de pagar parte da dívida do Tricolor. A nota oficial do clube visa evitar um desgaste considerado desnecessário com a Federação e seus dirigentes.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade