Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Rafael Marques exalta adaptação ao Bota e minimiza jejum de gols

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Contratado na temporada com o aval do técnico Oswaldo de Oliveira, o atacante Rafael Marques não caiu nas graças da torcida e neste ano não vinha tendo chances no Botafogo. No entanto, nas últimas duas partidas, o jogador foi escalado pelo comandante e, mesmo não fazendo nenhum gol, foi elogiado por todos no clube. Nesta quarta, o jogador destacou que está mais adaptado ao Alvinegro e, por isso, rendendo mais.

"Minha chegada foi para repor uma posição carente, centroavante. Procurei jogar da forma que precisava. No ano passado, praticamente em todos os jogos atuei assim. Neste ano pude ficar mais à vontade, fazer jogadas, tabelas, o último passe. A equipe entendeu a forma que eu jogo e rendo mais", disse ao site do clube.

Desde sua chegada, Rafael Marques ainda não marcou um gol pelo Botafogo, motivo principal para a perseguição da torcida, principalmente na temporada passada. Mesmo assim, o atacante afirmou que não se sente pressionado e está focado em ajudar os alvinegros em campo.

"Levo na boa, tenho cabeça boa. Não posso ficar me martelando na cobrança por gol, pois vai atrapalhar a equipe. Tenho em mente estar bem focado, ajudar na marcação, correndo, não importa como for. Tenho que buscar fazer esse primeiro gol logo, mas não posso atrapalhar o rendimento da equipe. Tenho que ajudar o Botafogo a sair com a vitória, com passes, marcando. O gol vai sair naturalmente", declarou.

O jogador sonha em poder acabar com o jejum neste domingo, na final da Taça Guanabara contra o Vasco. Rafael Marques ressaltou o incentivo que vem recebendo da família nesses dias.

"A maioria das histórias no futebol é assim que acontece. Quando se menos espera, é a hora que aparece o jogador. Espero que seja assim comigo. O gol não saiu, mas estou podendo ajudar a equipe. A família sempre me apoia, dá incentivo e também mensagens positivas nas redes sociais. Agradeço porque dá tranquilidade para trabalhar", finalizou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade