Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Rafael Marques exalta “garra” do Bota, mas Seedorf contém empolgação

Rio de Janeiro (RJ)

A vitória do Botafogo por 2 a 0 sobre o Flamengo neste domingo levou a equipe à final a Taça Guanabara, mas despertou diferentes reações no elenco alvinegro. Na saída do gramado, o atacante Rafael Marques exaltou a garra da equipe, enquanto Seedorf preferiu pedir a seus colegas que mantenham o foco para que o Glorioso seja campeão.

“Estou feliz pela equipe, pela união do grupo e por chegar à final. O que prevaleceu foi a garra do time. A gente estava engasgado desde o último ultimo jogo [derrota por 1 a 0 para o Flamengo], quando jogamos melhor e não conseguimos a vitória. A equipe mereceu vencer pela garra”, disse Rafael Marques.

“Foi só um jogo a mais. Agora temos a final. Queremos mesmo é conquistar o titulo”, afirmou Seedorf.

Um dos mais felizes era o atacante Vitinho, de apenas 19 anos, autor do segundo gol, já nos acréscimos da partida. O jogador, que entrou no lugar de Lodeiro, fez questão de lembrar do volante Gabriel pelo passe que recebeu – foi a primeira vez que  o jovem balançou as redes.

“O professor [Oswaldo de Oliveira] pediu para eu entrar e incendiar o jogo. Fico muito feliz, tenho que agradecer primeiro a Deus. Esse foi o primeiro de muitos gols. Ele [Gabriel] é um jogador excepcional. Observou que eles estavam sem goleiro e tocou para mim”, disse, se referindo ao fato de Felipe ter ido à área do Botafogo para cabecear no lance anterior.

Na final deste primeiro turno, o Glorioso enfrenta o Vasco na final da competição, no domingo da próxima semana. O elenco alvinegro volta às atividades nesta segunda-feira.

Satiro Sodré/AGIF
Autor do segundo gol do Botafogo, o atacante Vitinho lembrou de Oswaldo e Gabriel ao comemora

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade