Futebol/Campeonato Paulista - ( )

São Paulo recebe Oeste e transfere peso da Libertadores ao Estadual

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Metido em uma crise inesperada na Libertadores, o São Paulo começa a sentir também no Campeonato Paulista a obrigação de convencer. Sem jogos pelo torneio continental por três semanas, a pressão toda se transfere à competição estadual. O primeiro desafio é vencer o Oeste, no Morumbi, às 16 horas (de Brasília) deste domingo.

Embora líder, a equipe não tem apresentado futebol vistoso aos olhos da torcida também diante dos rivais regionais, e o que ficava em segundo plano passa a ter grande importância. Perder para times de menor expressão aumentaria a pressão sobre elenco e Ney Franco. O técnico tem sido bancado pela diretoria, mas o discurso pode não se sustentar.

Depois de Paulo Henrique Ganso se rebelar no clássico contra o Palmeiras, quem não gostou de ter sido substituído foi Lúcio. O zagueiro não ficou no banco de reservas para acompanhar o restante do duelo com o Arsenal e deixou o vestiário antes de todos depois da derrota por 2 a 1. A atitude em Sarandí foi minimizada pelo treinador.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Lúcio demonstrou insatisfação ao ser substituído na Argentina e não entrará em campo neste domingo por causa de cartão vermelho recebido no clássico
"Todo o mundo está chateado pelo resultado. O Lúcio, o Rogério (Ceni), eu, a comissão técnica, a diretoria. Cada um tem sua forma de manifestar isso. Alguns vão para seu canto", opinou o comandante, que diz ter o grupo de jogadores unido e apoio incondicional dos dirigentes para seguir seu trabalho à frente do time.

"O trabalho dessa semana foi muito bom. Os jogadores trabalharam forte, e a diretoria esteve o tempo todo lá para dar força. Foi assim que a gente trabalhou. Não teve interferência nenhuma em termos de boato", disse Ney Franco, quando questionado sobre as especulações a respeito de uma eventual demissão.

Para este domingo, ele terá dois retornos importantes. O volante Wellington e o atacante Luis Fabiano, que não viajaram à Argentina por estarem suspensos, voltam a ficar à disposição. Por outro lado, não contará com Lúcio, expulso no clássico, Osvaldo, convocado para a Seleção Brasileira, e Cortez, diagnosticado com uma inesperada lesão no joelho.

Com os mesmos 23 pontos da Ponte Preta, mas em vantagem nos critérios de desempate e tendo um jogo a menos, o São Paulo vem da rodada passada na primeira colocação, mas pode ser superado já se empatar com o Oeste, que soma apenas 14 pontos e ocupa posição intermediária da tabela, abaixo da zona de classificação para as quartas de final.

A equipe de Itápolis vem de duas boas vitórias em casa, mas ainda convive com a sina de não ter vencido como visitante no Estadual.

"Estamos animados e felizes com o último resultado. Vamos pegar o São Paulo no Morumbi e sabemos que não será fácil, mas não desanimaremos e vamos com tudo para cima deles. Temos que manter esse ritmo de jogo e somar mais pontos", comentou o dirigente Mauro Guerra, à espera de um bom resultado no Morumbi.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X OESTE

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 17 de março de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo César de Oliveira
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e João Edilson de Andrade

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Edson Silva e Thiago Carleto; Wellington, Denilson, Jadson e Ganso; Aloísio e Luis Fabiano
Técnico: Ney Franco

OESTE: Fernando Leal; Dedê, Antônio Carlos, Dezinho e Ligger; Fernando Teixeira, Wanderson, Hudson, Fernandes e Serginho; Marcinho Beija-Flor
Técnico: Roberto Cavalo

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade