Futebol/Campeonato Paulista - ( )

São Paulo se propõe a priorizar a marcação para ter Ganso e Jadson

Edoardo Ghirotto, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

A volta de Paulo Henrique Ganso e Jadson ao meio-campo do São Paulo foi determinante para uma nova mudança no esquema tático de Ney Franco. O Tricolor voltou a jogar com duas linhas de quatro na vitória por 2 a 1 sobre o São Bernardo, na última quarta-feira, e espera dar uma nova chance a esta formação na sequência da temporada. A equipe, contudo, terá de se desdobrar na marcação para assegurar a sequência dos armadores entre os titulares.

A preocupação com o setor defensivo teve início graças ao modo como o time priorizou o ataque na última rodada do Paulistão. Embora a defesa tenha apresentado uma atuação consistente no duelo, as aventuras do time ao ataque deixaram Edson Silva e Rafael Toloi expostos aos contra-ataques do Bernô. A fim de coibir estes erros, o grupo tricolor tentará se readaptar a este estilo de jogo para evitar qualquer surpresa no sábado, contra o Bragantino, no Morumbi.

“O Ganso e o Jadson são belíssimos jogadores e fica muito fácil de jogar ao lado deles. Mas eles só terão condições de jogar juntos se cada um se aplicar na marcação, igual na partida contra o São Bernardo”, destacou Rodrigo Caio. “É sempre bom ter vários esquemas e o professor está encontrando outras formas de jogar. Isso fortalece o grupo e os jogadores terão de entrar bem.”

Djalma Vassão/Gazeta Press
O grupo são-paulino se propôs a intensificar a marcação para Ganso e Jadson seguirem como titulares
A determinação dos tricolores em ajudar os dois principais armadores a atuarem juntos ganhará um importante aliado na próxima rodada. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo na última quarta-feira, Wellington estará de volta para ocupar o posto de Maicon. O jogador possui características voltadas para a marcação no meio-campo e será uma importante arma para a zaga se livrar das ameaças de Léo Jaime e Lincom, que, com sete gols cada, lideram a artilharia do Paulistão.

Rafael Toloi, porém, não se ilude apenas com a volta de Wellington e busca conscientizar todo o elenco são-paulino da importância de se empenhar na marcação. “Todo o grupo tem condições de marcar e ajudar. Ter o Jadson e o Ganso juntos nos dá uma série de oportunidades na frente e precisamos nos fechar para não dar espaço aos adversários. Se nós minimizarmos os erros, o time fica com mais posse de bola e não sofrerá tantos ataques”, ponderou o zagueiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade