Futebol - ( )

Timão projeta aumento de sócios-torcedores e nova arena sempre cheia

Marcos Guedes São Paulo (SP)

O diretor financeiro do Corinthians, Raul Corrêa da Silva, fez uma projeção interessante sobre o estádio a ser inaugurado na zona leste de São Paulo no fim do ano. Segundo ele, o crescimento do programa de sócios-torcedores do clube não deixará uma só cadeira da nova arena vazia.

“Quando tivermos 200 mil fiéis torcedores adimplentes, vamos estar com Itaquera lotada em todos os jogos”, disse o dirigente, que prefere não apontar um prazo para isso acontecer. Ampliar o programa, atualmente com 60 mil membros em dia, só será possível com a aguardada casa alvinegra finalmente inaugurada.

Diretor minimiza prejuízo: "Corinthians será bicampeão"
Clube comemora crescimento das receitas e administra dívida

“Para vender um produto, eu preciso ter algo a oferecer. Não adianta colocar agora o Guerrero e o Pato para falar ao torcedor: ‘Seja fiel torcedor’. Na hora certa, o projeto vai crescer”, afirmou Raul, otimista em relação à grana que o novo estádio oferecerá para “qualificar ainda mais o elenco, fazer investimentos e ter uma tranquilidade maior”.

O estádio do Timão terá capacidade de 48 mil espectadores, cerca de 10 mil a mais do que o clube pode colocar no Pacaembu – haverá mais 20 mil assentos apenas para a Copa do Mundo. Apesar dos problemas no financiamento, a obra fechou janeiro 63% concluída.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Para Raul da Corrêa da Silva, números ficarão mais favoráveis com a receita do estádio em Itaquera

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade