Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Timão tem vitória obrigatória em novo confronto com Tijuana

Marcos Guedes São Paulo (SP)

A derrota para o Tijuana na semana passada, no México, deixou o Corinthians em situação pouco confortável no Grupo 5 da Copa Libertadores. No novo confronto entre as equipes, a partir das 22 horas desta quarta-feira, no Pacaembu, a vitória é vista como obrigatória pelo Alvinegro.

Com quatro pontos, o Timão está a cinco do líder Tijuana, que ganhou seus três compromissos até aqui. Em caso de tropeço, a equipe do Parque São Jorge poderá ser ultrapassada pelo colombiano Millonarios, atual terceiro colocado da chave, que soma três pontos e enfrentará o frágil San José, na Bolívia, na quinta.

Tite fez as contas e estabeleceu 11 pontos como meta, o que significa duas vitórias e um empate até o fim da fase de grupos. Batendo Tijuana e San José em casa e empatando com o Millonarios em Bogotá, o atual campeão provavelmente avançará às oitavas de final como segundo colocado.

Seja qual for a pontuação final, é importante que o Corinthians vença no reencontro com seu torcedor na Copa Libertadores. Como superou o Millonarios com portões fechados – parte da punição no caso Kevin Beltrán, torcedor do San José atingido por um sinalizador que, apontam os indícios, partiu do setor do estádio ocupado por corintianos –, o time não joga diante da Fiel no Pacaembu na competição desde o triunfo sobre o Boca Juniors que decidiu o título do ano passado.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Renato Augusto espera se recuperar da atuação ruim que teve na derrota para o Tijuana no México
Se o apoio dos torcedores ajudará, Tite quer também ver mais em campo do que tem observado. “Eles nos ajudam emocionalmente, mas não dão um bom passe e não fazem gol. Precisamos fazer a nossa parte, fazer o que nos levou à conquista sem derrotas no último ano: jogar bem, ser competitivo e ter qualidade técnica”, cobrou.

A formação será a mesma adotada na semana passada. Apesar da recuperação física de Chicão, Gil segue na defesa. Renato Augusto e Danilo, abertos, armarão o jogo para Alexandre Pato e Guerrero, que atuarão mais perto do gol defendido por Cirilo Saucedo.

Já o Tijuana, com 100% de aproveitamento em sua primeira Libertadores, tem no Pacaembu o seu maior desafio até aqui na competição. Manter essa marca vai assegurar sua classificação às oitavas, deixá-lo fora do alcance do Corinthians e pode o aproximar da melhor campanha de toda a fase de grupos.

A escalação deve ser a mesma que teve sucesso na última quarta, no campo sintético do estádio Caliente. Os Xolos querem mostrar agora que não foi o gramado diferente ou a arbitragem complicada que os fez derrotar o campeão mundial.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X TIJUANA

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 13 de março de 2013, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Enrique Osses (CHI)
Assistentes: Francisco Mondria (CHI) e Carlos Astroza (CHI)

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Renato Augusto e Danilo; Alexandre Pato e Guerrero
Técnico: Tite

TIJUANA: Cirilo Saucedo; Juan Carlos Núñez, Javier Gandolfi, Pablo Aguilar e Joshua Ábrego; Fernando Arce, Cristian Pellerano, Joe Corona e Fidel Martínez; Duvier Riascos e Alfredo Moreno
Técnico: Antonio Mohamed

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade