Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Tite assume responsabilidade por empate por demora em substituição

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Terminado o empate do Corinthians com o Penapolense, Tite previu dificuldades para pegar no sono. O motivo é a demora pela entrada do volante Willian Arão, que, segundo o técnico, acabou permitindo à equipe do interior buscar o 1 a 1 no estádio do Pacaembu.

“Vou ficar pê da vida porque demorei para mexer, vou demorar para dormir. Se eu tivesse mexido antes e eles tivessem conseguido o empate, tudo bem, eu ficaria mais tranquilo: ‘Tentei corrigir, são circunstâncias’. Mas não troquei na hora”, afirmou o treinador.

Willian Arão já havia sido chamado pelo treinador havia alguns minutos quando, aos 30 do segundo tempo, Silvinho definiu o placar. O volante ainda substituiu Jorge Henrique, aos 36, para fechar um setor no qual Tite via problemas, mas a vitória não foi possível.

De acordo com o gaúcho, o correto seria ter feito a troca “três ou cinco minutos” antes do momento em que acabou saindo o gol. “Eu via que eles estavam colocando volume na faixa central, deveria ter fechado ali. A responsabilidade é de todo o time, mas muito da culpa é do treinador.”

Fernando Dantas/Gazeta Press
Willian Arão entrou, mas o Penapolense já havia empatado a partida no Pacaembu
Mexida tardia à parte, Tite apontou a falta de um organizador como um problema enfrentado pelo Corinthians no Pacaembu. Jorge Henrique, Emerson e Romarinho formaram a linha de armadores em suporte ao centroavante Paolo Guerrero.

“A ideia é que o time tenha velocidade para os contra-ataques, mas tenha também cadência quando é necessário. A gente ganhou em velocidade, talvez pudesse ter definido o jogo antes aproveitando a transição também, mas não conseguiu”, avaliou o técnico, que espera contar com Danilo e Douglas no clássico de domingo, contra o São Paulo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade