Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Tite vê "erro grande" em lance duvidoso que decidiu derrota do Timão

Tijuana (México)

É difícil chegar a uma conclusão mesmo após várias repetições, mas Tite não perdoou o árbitro peruano Victor Hugo Carrillo e seus assistentes pelo gol que definiu a vitória por 1 a 0 do Tijuana sobre o Corinthians. Para o treinador, foi claro o impedimento na jogada que terminou em chute de Gandolfi.

“O erro da arbitragem determinou o resultado. Era um lance de bola parada. E, não é para justificar o resultado, mas o lance de bola parada é bem básico. Para quem carrega o escudo da Fifa, foi um erro grande”, afirmou o treinador do Timão.

Tite, curiosamente, não falou especificamente sobre a agressão de Aguilar, que acertou um soco em Alexandre Pato. O juiz viu tudo, mas optou por exibir apenas o cartão amarelo ao zagueiro, em um momento da partida em que o placar ainda estava zerado.

Divulgação/Agência Corinthians
Para o técnico Tite, ficou clara a falta de critério do peruano Victor Hugo Carrillo (foto: Daniel Augusto Jr.)
Incomodou mais o gaúcho a maneira como Carrillo conduziu a partida no estádio Caliente. “O time deles fez pressão na arbitragem o tempo todo, fazia contato físico fora do lance de bola. Ficou muito clara para mim a falta de critério”, acrescentou.

Alguns jogadores realmente ficaram claramente nervosos com o peruano. O compatriota Guerrero e Paulinho – dois raros jogadores em jornada razoável na má atuação do atual campeão – não esconderam a irritação durante a partida. “Vou falar o quê? Não tenho nem o que falar. A arbitragem foi ridícula”, resumiu Paulinho.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade