Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Victor reclama de erros da defesa do Galo, mas comemora triunfo

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Atlético-MG dominou a partida contra os bolivianos do The Strongest, nessa quinta-feira, criando várias oportunidades de gol. O time da Bolívia, porém, ameaçou o Galo em lances de contra-ataque, que obrigaram o goleiro Victor a trabalhar no jogo. Os mineiros venciam por 2 a 0, mas o The Strongest diminuiu o placar no finalzinho da partida, o que não deixou Victor satisfeito.

Para o goleiro atleticano, o setor defensivo do Galo bobeou no gol boliviano, vacilo que ele quer que seja corrigido o mais rápido possível. O jogador lembra que esta não é a primeira vez que isso acontece - no último domingo, o Guarani-MG já havia vazado a defesa alvinegra em lance de erros dos defensores. “Temos que corrigir. Não é a primeira vez que acontece”, disse.

Apesar do gol sofrido, Victor valoriza a vitória do Atlético-MG, a qual, segundo ele, não foi fácil. “Jogamos contra o campeão boliviano. Libertadores é assim, só jogo difícil, não tem partida fácil. Os jogos são perigosos e precisam ser encarados como decisões”, declarou Victor, que gostou de saber que os resultados do Grupo 3 da Libertadores favoreceram o Galo.

“O resultado do São Paulo [empate por 1 a 1] nos favoreceu. Apesar disso, não podemos criar fantasmas na nossa cabeça. Temos que saber jogar na Bolívia e conquistar um bom resultado lá também”, afirmou Victor, já pensando no jogo do returno contra o The Strongest, que será jogada em altitude superior a três mil metros.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade