Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Após “desprezar” o XV, Ney Franco admite São Paulo pior no Morumbi

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Derrotado pelo XV de Piracicaba neste sábado, em pleno estádio do Morumbi, o São Paulo não mudou em nada sua situação na tabela de classificação do Campeonato Paulista. Logo após a partida em que comandou os reservas apenas para cumprir tabela e saiu de campo vaiado pela torcida, o técnico Ney Franco lamentou a má exibição tricolor, garantindo que antes da partida o grupo desprezou o rival em função da última rodada da Libertadores.

Contra o XV de Piracicaba e contra o Mogi Mirim, na interminável fase de grupos do Campeonato Paulista, o São Paulo não tem pretensão alguma, situação inversa ao compromisso da próxima quarta-feira, quando recebe o Atlético-MG podendo avançar às oitavas de final em caso de vitória e combinação de resultados na outra partida do Grupo 3, ou ser eliminado ainda na fase de grupos.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Técnico Ney Franco descarta interferência do jogo deste sábado na partida decisiva da Libertadores
“Esse jogo em relação ao de quarta-feira não tem semelhança, porque é outro momento. Mas nunca queremos, mesmo em amistoso, jogar dessa forma. Vamos ter que jogar muito para conseguir a classificação, ou pelo menos fazer a nossa parte na Libertadores. Estamos nos mobilizando, já fizemos trabalho de manhã, então o foco e a fala estão direcionados para quarta-feira, porque até desprezamos o jogo de hoje de alguma forma”, admitiu o treinador, sem receio.

De acordo com o comandante tricolor, a má exibição deste sábado foi reflexo da antecipação da classificação em primeiro lugar concretizada no último final de semana: “Foi um jogo muito abaixo do que estávamos esperando porque jogamos pensando em quarta-feira. Desde o último jogo, quando confirmamos a vaga, já passamos a pensar, então fomos muito mal, muito abaixo. A gente sai com uma derrota merecida em que desde o primeiro tempo já se desenhava vitória do adversário, que já poderia ter saído ganhando. O adversário foi merecedor da vitória pelo que foi visto e jogado”.

Tentando espantar a ansiedade antes do compromisso de quarta-feira, pela Libertadores, Ney Franco teve o discurso seguido pelo zagueiro Rhodolfo, capitão dos reservas do Tricolor na penúltima rodada do Estadual: “A gente só pensa em vencer e contra o XV não fomos tão bem. Acontece. O primeiro tempo foi muito mal, no segundo arrumamos um pouco, mas fazer o quê? Acontece perder”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade