Futebol/Campeonato Mineiro - ( )

Atlético-MG enfrenta Caldense para manter vivo o sonho da liderança

Do correspondente Wanderson Lima Poços de Caldas (MG)

O Atlético-MG ainda não desistiu de terminar a fase de classificação do Mineiro na liderança, mas o Galo tem priorizado a Libertadores. Por isso, os alvinegros usarão uma equipe totalmente reserva neste domingo, enfrentando a Caldense, às 16 horas (de Brasília), no estádio Ronaldo Junqueira, em Poços de Caldas. O Galo é vice-líder do estadual, com 24 pontos, um a menos que arquirrival Cruzeiro.

Para terminar na ponta, o Galo precisa vencer Caldense e Villa Nova e torcer por um tropeço da Raposa. Se superar a equipe do Sul de Minas, pelo menos temporariamente, o Atlético-MG vai assumir a primeira colocação, já que o Cruzeiro só vai atuar pela rodada na terça-feira.

Para não ser surpreendido, Cuca vai escalar três volantes em Poços de Caldas, Josué, Serginho e Rosinei, que afirma que mesmo tendo excesso de volantes que o Galo será ofensivo contra a Veterana. Segundo ele, os jogadores de marcação têm liberdade para chegar ao ataque e que isso deve ocorrer ante a Caldense.

“O Cuca dá bastante liberdade para o Serginho. Mas isso vai depender de como vai ser o jogo. Eu chego bastante à frente e não vou mudar minha característica. E vou procurar fazer isso no jogo. Na base do diálogo, os três volantes tentarão se entender e entrosar o mais rápido possível para não terem dificuldades em campo”, declarou.

Apesar de entrar em campo com uma formação reserva, o Galo terá jogadores que já estão acostumados a atuar na equipe principal, casos de Gilberto Silva, Júnior César, Josué, Guilherme e Alecsandro, que não vê problemas de entrosamento. “São jogadores de qualidade, de seleção brasileira, não terá problema algum", afirmou.

Ocupando o sétimo lugar com 11 pontos, a Caldense ainda tem chances de chegar ao G4 do Mineiro. Para isso, a Veterana precisa vencer o Atlético-MG e o América-TO fora de casa na última rodada. A missão não é fácil e para dificultar ainda mais, o técnico Tarcísio Pugliese terá que mexer na defesa, desconfigurada com as baixas do zagueiro Júlio César e do lateral-direito Feijão, ambos pelo terceiro cartão amarelo.

Plínio e Rodolpho disputam uma vaga na zaga, enquanto na lateral direita, Rodrigo Paulista deverá ganhar uma oportunidade contra o Galo. Para compensar as ausências, o técnico do Periquito terá a volta do armador Maradona, mas Pugliese sabe que terá dificuldades contra o Atlético-MG, time considerado como o melhor do Brasil pelo treinador da Veterana.

“O Atlético-MG é o melhor time brasileiro na atualidade. Nesse sentido, nosso elenco vai ter que suportar a pressão do adversário, independentemente de quem entrar em campo. Fizemos excelentes jogos contra América-MG e Cruzeiro, e estou certo de que faremos uma boa partida também contra o Galo. Nossa proposta é somar pontos nesta reta final para alcançarmos os nossos objetivos dentro do campeonato”, afirmou.

Outros jogos: Além de Caldense e Atlético-MG, a rodada do Mineiro tem Tombense e Tupi, em Tombos, Boa Esporte e América-TO, no Melão, em Varginha, Araxá e Guarani, no estádio Fausto Alvim, Villa Nova e América-MG, em Nova Lima, e Nacional e Cruzeiro, que fecham a rodada se enfrentando na terça-feira.

FICHA TÉCNICA
CALDENSE X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Ronaldo Junqueira, em Poços de Caldas (MG)
Data: 14 de abril de 2013 (domingo)
Horário: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Renato Cardoso Conceição (CBF/FMF)
Assistentes: Marconi Helbert Vieira (CBF/FMF) e Pedro Araújo Dias Cotta (CBF/FMF)

CALDENSE: Glaysson; Rodrigo Paulista, Plínio (Rodolpho), Paulão e Cris; Edmilson, Rossine, Maxsuel e Lucas Biselli; Djavan e Nena
Técnico: Tarcisio Pugliese

ATLÉTICO-MG: Giovanni; Carlos César, Gilberto Silva, Rafael Marques e Júnior César; Josué, Serginho, Rosinei e Guilherme; Araújo e Alecsandro
Técnico: Cuca

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade