Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Autuori planeja primeiros jogos do Vasco no Brasileiro sem reforços

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco vem encontrando dificuldades para contratar reforços para a sequência da temporada. A má campanha no Campeonato Carioca, que culminou em uma eliminação precoce, deixou os torcedores cientes de que contratações são fundamentais, mas o técnico Paulo Autuori já trabalha com a possibilidade de ver sua equipe disputar os primeiros jogos do Campeonato Brasileiro com a mesma base do estadual.

Sempre tranquilo, Paulo Autuori evita fazer cobranças em público. Reconhece que o time atual não é o ideal, mas está ciente das dificuldades financeiras do Cruz-maltino e da escassez do mercado.

A saída do zagueiro Dedé rendeu uma boa receita ao clube, mas quase todo o dinheiro ficou comprometido com o pagamento de salários atrasados de funcionários e jogadores. Mesmo assim ainda existem a dívidas e pendências a serem quitadas. Assim, continua com pouca verba para reforços.

A própria ausência do Mito deverá ser suprida dentro do próprio elenco. Hoje, Renato Silva é considerado titular absoluto da zaga e Luan, revelado nas categorias de base, é tido como o companheiro ideal caso ninguém seja contratado. “Não escondo que a minha vontade é me tornar titular do Vasco e poder ajudar a equipe, mas logicamente respeitando sempre as escolhas do treinador e os meus companheiros”, declarou Luan.

Marcelo Sadio/Divulgação/Vasco da Gama
Com a chegada de reforços em dúvida, Autuori procura substitutos para Dedé e Carlos Alberto no elenco atual
Para a zaga, Autuori conta ainda com André Ribeiro, de 25 anos e que era uma aposta de Ricardo Gomes, atualmente como gerente do departamento de futebol. Rodolfo, que sofreu uma cirurgia por conta de lesão no joelho direito, também deve voltar para o Brasileirão, mas não conta com a confiança dos torcedores. O jogador seria dispensado no início do ano, mas acabou permanecendo porque não havia dinheiro para uma reposição.

Para o meio-campo, o drama aumenta por conta da suspensão de Carlos Alberto, acusado de doping. Assim, a principal aposta de Autuori para a criação de jogadas é o jovem Dakson. Além dele, Enrico foi reintegrado. O jogador, que desde 2011 vem sendo constantemente emprestado sem conseguir se firmar pelos clubes que passou (Coritiba, Ceará, Ponte Preta), está treinando com o elenco desde o fim de março.

No ataque, Autuori parece estar bem servido. Apesar de estarem em mau momento, Eder Luis e Tenorio contam com a confiança do treinador e só sairão de São Januário em trocas que possam reforçar o plantel. O equatoriano, por exemplo, pode ser trocado com o Palmeiras por Maikon Leite. Além disso, Edmilson foi contratado e vem trabalhando normalmente, assim como Robinho, que volta ao clube e também será inscrito para o Brasileirão. Outra opção é o jovem centroavante Romário, mais uma cria da casa.

A estreia do Vasco no Campeonato Brasileiro será no dia 26 de maio, quando recebe a Portuguesa em São Januário. Na próxima semana o elenco, que ganhou alguns dias de férias, se reapresenta e inicia a preparação para esta competição, sem ainda Autuori ter os reforços tão sonhados por ele e procurados pela diretoria.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade