Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Barcos reclama de dores e pede para não atuar domingo pelo Grêmio

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Os quatro jogos sem marcar gols de Hernán Barcos podem ser explicados muito em função das dores sentidas pelo argentino. Depois de levar uma pancada na costela na partida contra o Cruzeiro-RS, há duas semanas, o Pirata segue reclamando de dores no local. As dores são tão fortes que ele próprio pediu para não atuar domingo, contra o Novo Hamburgo, pelo Campeonato Gaúcho.

“Estou com muita dor, não estou conseguindo jogar. Não estou 100%. Dói muito, e nenhum remédio adianta. Não consigo me movimentar em campo”, afirmou Barcos, que se notabilizou, em seus primeiros jogos pelo Grêmio, não apenas pelos gols, mas pelas assistências e intensa movimentação. “Vou falar com os médicos. É melhor eu não jogar domingo, pois do jeito que está não vai dar”, completou.

Não é apenas Barcos que deve ser poupado no domingo. Classificado no Gauchão, o Grêmio deve preservar vários titulares para a partida da próxima quinta, contra o Huachipato, no Chile. Um empate em Talcahuano garante a equipe nas oitavas de final da Copa Libertadores da América

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade