Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Ceni faz primeiro treino puxado quase um mês após trauma no pé

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Pela primeira vez em quase um mês, Rogério Ceni deixou de lado o tratamento no pé direito para fazer um trabalho puxado no gramado do CT da Barra Funda, junto ao preparador físico do São Paulo, na manhã desta quarta-feira. Desde que se machucou, em 31 de março, ele vinha priorizando trabalho de manutenção física e só havia ido a campo para leves treinos.

As únicas ocasiões em que o capitão deixou o Reffis desde o clássico contra o Corinthians foram às vésperas de enfrentar o Atlético-MG, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. As movimentações foram fechadas, a pedido do técnico Ney Franco. Diante das câmeras, o jogador até havia ensaiado voltar na semana anterior, porém desistiu após o aquecimento.

Site Oficial/saopaulofc.net
Goleiro trabalhou normalmente no gramado
Como o único compromisso desta semana será no domingo, frente ao Penapolense, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, Ceni pôde usar segunda e terça-feira para priorizar o tratamento antes de, enfim, ser submetido ao puxado conjunto de exercícios de goleiros.

Os reservas Denis, Leo e Leonardo começaram as atividades ao seu lado, mas logo se juntaram aos atletas de linha em treino técnico. Assim, o camisa 1 recebeu atenção especial de Haroldo Lamounier durante uma hora. Mesmo aparentemente ainda ressabiado com as dores, ele devolveu bolas com o pé direito sem se queixar. Só assustou depois de um salto no canto direito, quando ficou caído. Porém disse ser cãibra, levantou-se após alguns segundos e retomou o treino.

Na sequência, trotou em volta do gramado e encerrou o trabalho no campo em que o auxiliar técnico Éder Bastos orientava o restante do elenco. Ceni fez alongamento com ajuda de Lamounier e, depois, dirigiu-se à parte interna do CT.

O São Paulo enfrentará o Penapolense às 18h30 (de Brasília) de domingo. A equipe atuará com camisa vermelha, em alusão à nova cor das recém-trocadas cadeiras do Morumbi, palco da partida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade