Futebol/Amistoso - ( - Atualizado )

Chile espera calendário da Libertadores para convocar; CBF se cala

São Paulo (SP)

Para o amistoso da próxima quarta-feira, contra o Chile, no Mineirão, a CBF anunciou a convocação de 13 jogadores que poderiam atuar pela Libertadores na próxima semana e ainda não divulgou se vai liberá-los. O adversário da Seleção Brasileira, por sua vez, notificou a Grêmio e Palmeiras que Vargas e Valdivia, respectivamente, só serão chamados caso os times não tenham compromissos pelo torneio da Conmebol.

“Enviamos uma notificação ao Palmeiras pelo Jorge, como fizemos com o Flamengo pelo Marcos González e com o Grêmio pelo Eduardo Vargas. Agora estamos esperando a programação da Copa Libertadores”, disse Felipe Correa, gerente de seleções da Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile, ao jornal chileno La Tercera.

No caso de González, não há problema, já que o Flamengo está na disputa da Copa do Brasil e já decide se avança para a próxima fase nesta quarta-feira, assim como Neymar com o Santos. O Inter, de Leandro Damião, e o Cruzeiro, de Dedé, já estão garantidos na segunda fase do torneio nacional. O Botafogo, de Jefferson, por sua vez, visita o Sobradinho-DF nesta quarta-feira e, se não vencer por ao menos dois gols de diferença, jogará no dia 25.

Maurício Val/Vipcomm/Divulgação
O zagueiro Marcos González já sabe que está convocado para enfrentar o Brasil no Mineirão
Já os clubes que estão na Libertadores não sabem quando atuarão nas oitavas de final – Fluminense, Grêmio e São Paulo ainda nem definiram se estão classificados. O calendário da Conmebol, porém, prevê as partidas da próxima fase a serem disputadas na última semana de abril e nas duas primeiras de maio. A Seleção só não desfalcará os times se nenhum brasileiro atuar na próxima semana.

Entre os convocados por Luiz Felipe Scolari, vivem essa apreensão de poder desfalcar suas equipes o zagueiro Rever, o lateral direito Marcos Rocha e o meia Ronaldinho Gaúcho, do Atlético-MG, os volantes Ralf e Paulinho e o atacante Alexandre Pato, do Corinthians, o lateral esquerdo André Santos e o volante Fernando, do Grêmio, o goleiro Diego Cavalieri e o volante Jean, do Fluminense, o meia Jadson e o atacante Osvaldo, do São Paulo, e o zagueiro Henrique, do Palmeiras – o atacante Leandro é outro do Verdão que foi chamado, mas não pode atuar pela Libertadores.

 “Nosso jogo pela Libertadores será decisivo. Esperamos uma decisão da Conmebol, mas possivelmente já haja alguma coisa com a CBF para que isso se resolva da melhor maneira. Vamos esperar marcar a data para termos algo definitivo”, falou o gerente de futebol do Palmeiras, Omar Feitosa, preferindo aguardar o anúncio do calendário das oitavas de final, marcado para sexta-feira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade