Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Com 12 gols, Hernane acha difícil perder a artilharia do Carioca

Rio de Janeiro (RJ)

Quando o Flamengo anunciou a contratação do atacante Hernane, a torcida rubro-negra mostrou desconfiança em relação ao jogador. Ainda desconhecido no futebol nacional, o artilheiro havia se destacado no Mogi Mirim, mas ainda não havia se firmado em um clube de grande projeção. Esta temporada, no entanto, vem mostrando que o clube da Gávea tem um novo camisa 9: com 12 gols marcados, Hernane é o artilheiro do Campeonato Carioca e dificilmente será alcançado.

Neste sábado, no encerramento da Taça Rio, o treinador Jorginho optou por usar um time reserva, mas o atacante rubro-negro pediu para jogar. Dentro de campo, Hernane justificou o pedido, pois ajudou sua equipe a conquistar a vitória por 3 a 1, de virada, sobre o Macaé. Depois de um início ruim do Flamengo, o artilheiro da Gávea marcou dois gols, se tornando o personagem principal.

“Tive tranquilidade, fui oportunista, esperei o erro do zagueiro e consegui fazer dois gols. Gostaria de agradecer o Jorginho, pois pedi para jogar. Eu queria fazer gols e ajudar o Flamengo”, explicou Hernane, que está “em lua de mel” com a torcida rubro-negra. Depois de deixar a desconfiança de lado, o atacante pensa na artilharia da competição, na qual tem quatro gols de vantagem para o segundo colocado.

Com chances remotas de classificação, o Flamengo não deve estar presente nas semifinais. Apesar da falta de oportunidades para aumentar sua marca, Hernane acredita que dificilmente será alcançado por alguém. “Eu trabalhei para isso, acho difícil alguém chegar ali, devo ser o artilheiro, sim”, completou o jogador rubro-negro que, por furar as defesas adversárias, recebeu o apelido de “Brocador”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade