Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Com fundo social e presença de ídolos, site para fãs é lançado em SP

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

O site SouSeuFã.Com foi lançado na noite desta segunda-feira, na sede da Aceesp (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo), com o objetivo de fazer com que ídolos do esporte, da música e das artes interajam com seus fãs e sejam presenteados com objetos pessoais dos ídolos. As primeiras personalidades a participarem do projeto estiveram no lançamento da plataforma que, inclusive, conta com objetivos sociais ligados à Fundação Edmílson.

O internauta disposto a conhecer ídolos como o próprio Edmílson, além do goleiro Zetti, do volante Fabinho (ex-Corinthians, hoje no São Caetano) e até do zagueiro Maurício Ramos, do Palmeiras, deve acessar o site e realizar a compra de um papel de parede para computadores, no valor de R$ 1,99. Parte do preço será direcionado para a Fundação Edmílson, que atende cerca de 300 crianças carentes na cidade de Taquatinga, onde nasceu o ex-zagueiro de clubes como São Paulo, Palmeiras e Barcelona.

Gabriel Carneiro/Gazeta Press
Zetti aproveitou o discurso do dono do site para ver como ficou o design da página
“Desde a primeira vez em que me falaram do projeto eu dei até umas dicas em relação a colocar uma entidade séria do lado, que tenha fundo voltado para o social. A Fundação Edmílson é isso, e não só em relação ao futebol, mas também temos classes de balé, cultura e inclusão social na cidade de Taquaritinga, atendendo 350 crianças”, ilustrou Edmílson, aprovando a iniciativa: “Você tem a oportunidade de interagir com seu fã e ao mesmo tempo os dois ajudam um projeto social. É muito bacana”.

A partir da compra do wallpaper, o internauta já entra no sorteio que escolherá um deles para receber de presente um objeto pessoal de seu ídolo, como um uniforme de goleiro dos tempos de São Paulo, no caso de Zetti, ou até uma camisa do Barcelona doada por Edmílson como lembrança de sua passagem pelo clube espanhol entre 2004 e 2008. Quando o fã for escolhido, o site marca o encontro para que seja realizada a entrega pessoalmente.

“Há dois anos eu tive essa ideia de fazer o fã encontrar o ídolo e fiquei pensando em como fazer. Cheguei à conclusão de que conhecer o ídolo e ganhar um presente das mãos dele não tem preço. Fizemos essa parceria com a Fundação Edmílson e um valor determinado em relação à compra dos wallpapers vamos repassar, esperando que tudo caminhe da melhor forma”, comemorou Kleiton Mattos, responsável pelo site e pelo projeto lançado nesta segunda-feira.

Gabriel Carneiro/Gazeta Press
Edmílson e Zetti doaram objetos pessoais e conhecerão dois fãs que comprarem seus papéis de parede nos próximos meses
Ao lado de Edmílson, o ex-goleiro Zetti também discursou e doou objetos pessoais como camisas autografadas e luvas para o site. Na visão do jogador bicampeão mundial e da Libertadores pelo São Paulo e tetracampeão mundial com a Seleção Brasileira, é importante conversar com alguém que admira seu trabalho. Com ele foi assim: “Eu mexo com o sonho de crianças no trabalho que faço, na academia de goleiros. Os pais de alunos são muito mais fãs do Zetti, porque me viram jogar”

“Minha história foi um pouco estranha, porque comecei a gostar de futebol com 12 anos. Morava em um sítio e fui entender futebol na escola, quando mudei para a cidade e vi a Copa do Mundo de 1974. Os nomes em quem eu me espelhava eram Waldir Peres, Emerson Leão e Carlos, com quem eu tive oportunidade de conviver, jogar contra e até a favor. Isso mudou meu conceito de como chegar em um ídolo, como se aproximar. Hoje tem internet, mas antes não tinha nada disso. Nunca ia imaginar ser reserva do Leão, ou ser treinado por ele como foi depois, jogar com o Carlos”, relembrou Zetti, saudoso dos tempos em que era apenas fã.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade